Bruce Springsteen

Jungleland (tradução)

Bruce Springsteen

Hammersmith Odeon, Live '75


Jungleland


Os guardas tiveram um regresso a casa em Harlem ontem à noite

E o Rato Mágico levou sua máquina elegante sobre a linha de estado Jersey

menina Descalço sentado no capô de um Dodge

Beber cerveja quente na chuva suave de verão

The Rat puxa para a cidade arregaça as calças

Juntos, eles tomar uma facada em romance e desaparecer até Flamingo Lane


Bem, a Lawman máxima atropelar Flamingo perseguindo o Rato eo descalço

menina

E as crianças por aqui olhar apenas como sombras sempre tranquilos, de mãos dadas

das igrejas para as prisões hoje à noite tudo é silêncio no mundo

Como vamos dar o nosso stand no Jungleland


A turma da meia-noite está montado e escolheu um ponto de encontro para a noite

Eles vão atender `neath esse sinal gigante Exxon, que traz a luz da cidade justa

Man há uma ópera para fora na Turnpike

Há um ballet que está sendo travada no beco

Até os policiais locais, Tops cereja, rasga esta noite santa

da rua viva como dívidas secretas são pagos

contatos feitos, eles desapareceram invisível

flash de Crianças guitarras apenas como switch-blades apressando para a máquina de registro

A fome e a caça explodir em bandas de rock

Aquele rosto uns contra os outros na rua no Jungleland


No estacionamento os visionários vestir na última moda

Dentro das meninas backstreet estão dançando com os registros que o DJ toca

amantes de coração solitário luta em cantos escuros. Desesperad

medida que a noite avança, apenas um olhar e um sussurro, e eles se foram


Beneath the city dois corações batem

motores da alma que atravessa uma noite tão carinhoso em um quarto trancado

Em sussurros de recusa macio e, em seguida, entregar-se nos túneis uptown

próprias armas sonho do rato-lhe para baixo como tiros ecoam até lhes corredores no

noite

Ninguém assiste quando a ambulância se afasta

Ou, como a garota desliga a luz do quarto


Lá fora a rua está em fogo na real valsa da morte

entre a carne eo que é fantasia e os poetas aqui

Não escreva nada, eles simplesmente ficar para trás e deixar tudo ser

E na rápida da noite eles chegam para o seu momento

E tentar fazer um stand honesto, mas eles acabam feridos, nem mortos

Hoje à noite em Jungleland


Jungleland


The rangers had a homecoming in Harlem late last night

And the Magic Rat drove his sleek machine over the Jersey state line

Barefoot girl sitting on the hood of a Dodge

Drinking warm beer in the soft summer rain

The Rat pulls into town rolls up his pants

Together they take a stab at romance and disappear down Flamingo Lane


Well the Maximum Lawman run down Flamingo chasing the Rat and the barefoot

girl

And the kids round here look just like shadows always quiet, holding hands

From the churches to the jails tonight all is silence in the world

As we take our stand down in Jungleland


The midnight gang's assembled and picked a rendezvous for the night

They'll meet `neath that giant Exxon sign that brings this fair city light

Man there's an opera out on the Turnpike

There's a ballet being fought out in the alley

Until the local cops, Cherry Tops, rips this holy night

The street's alive as secret debts are paid

Contacts made, they vanished unseen

Kids flash guitars just like switch-blades hustling for the record machine

The hungry and the hunted explode into rock'n'roll bands

That face off against each other out in the street down in Jungleland


In the parking lot the visionaries dress in the latest rage

Inside the backstreet girls are dancing to the records that the D.J. plays

Lonely-hearted lovers struggle in dark corners

Desperate as the night moves on, just a look and a whisper, and they're gone


Beneath the city two hearts beat

Soul engines running through a night so tender in a bedroom locked

In whispers of soft refusal and then surrender in the tunnels uptown

The Rat's own dream guns him down as shots echo down them hallways in the

night

No one watches when the ambulance pulls away

Or as the girl shuts out the bedroom light


Outside the street's on fire in a real death waltz

Between flesh and what's fantasy and the poets down here

Don't write nothing at all, they just stand back and let it all be

And in the quick of the night they reach for their moment

And try to make an honest stand but they wind up wounded, not even dead

Tonight in Jungleland


Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS