• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Pra stronda eu parto meu jeito alucinado
    Os amigo sequelado sou eu muito aloprado

    Bagulho de cinema, no esquema, as mina enloquece
    Quando eu passo o rodo, passo mermo, sem stress
    Na fila eu olho ela e o interesse aparece
    Bolado eu ficaria se agora um veto ela me desse

    Vem comigo tá tranquilo segura tua emoção
    Entramo no caô só pra pegar mina padrão
    Padrão de qualidade não importa qual é a idade
    Com a minha lingua te mostro toda habilidade

    Chapa o côco, fica loco bebendo com os amiguin
    Vagabundo vira os olho vidrado blin blin
    É o som da minha corrente potente de prata ou ouro
    E a as mulheres dessa night são o verdadeiro tesouro

    Que eu quero pra mim, que eu quero farpar
    Que eu quero ter comigo pra toda hora fechar
    Mas num se liga não cuidado e não se envolve
    Coração de vagabundo não cresce se dissolve

    Pra stronda eu parto meu jeito alucinado
    Os amigo sequelado sou eu muito aloprado

    Joga o gelo no meu copo logo vira meu veneno
    Esquerda, direito, lá fora, lá dentro
    Ritual do vira vira alucina qualquer um
    A onda bate e no ouvido o zumbido tipo um tum

    Mundão parceiro e ao mesmo tempo tão pequeno
    Mas vejo tudo embaçado quando chapo meu veneno
    Te entendo mesmo sabendo que minha vida é de outro mundo
    Seguro porradão da stronda vagabundo

    Nego prefere brigar, eu já prefiro beber
    Nego prefere cheirar, eu já prefiro meter
    Nego esculaxa a ralé, eu já não penso assim
    Nego batia em mulher, elas que batem pra mim

    Pra stronda eu parto meu jeito alucinado
    Os amigo sequelado sou eu muito aloprado

    Todo dia todo dia eu escuto alguém falar
    Que vai fazer e acontecer que fez a mina pedir pra parar
    Pra começar, atitude de cuzão
    Falador dessa forma o apelido é pressão

    E eu sou fanfarrão strondo qualquer parada
    Os pagode, as noitada,os pt, as swingada
    As más linguas são aquelas que vivem no papo torto
    E as boas são aquelas que percorrem o meu corpo

    Pra stronda eu parto meu jeito alucinado
    Os amigo sequelado sou eu muito aloprado

    Letra enviada por Ismael Rangel
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Bonde da Stronda

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.