Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    [refrão]
    Meus amigos são minha vida, amizade, das antigas
    Quantas coisas, histórias, contigo eu vivi
    Somos um coração, só irmão por aqui

    Amigo, parceiro de fé, me deixa de pé, quando quiser
    Só vejo minha vida com vida
    Se nela também do meu lado você estiver
    É, quantas histórias, loucuras que nós já passamos
    Quantos perrengues, mistérios nós desvendamos

    Desde os tempo de escola,
    Os moleque ficavam doido com a gente
    Senta na frente pedia pra ser gastado demente
    As professora, já rouca, de tanto esporro
    Eu morro, tanto de rir quando lembro os aluno novo

    São quantos caô formados, porrada que me estressa
    Festinha dos playboyzinho eu rapava as mulher da festa
    Resta nego covarde, que vinha na judaria
    Me pega pra me matar, se não te mato no outro dia

    E por causa de mulher...êêê, tava de bobeira
    Namorada,ex namorada, amores de brincadeira
    Os amigo sempre avisam, se ligam bem de pertin
    Essa mina ce vê legal, já essa, fica ligeiro neguin

    No fim, eu disse a eles, é isso ai
    Que eu quero pra minha vida, é isso que eu vou seguir
    E chamei uns amigo pra cantar junto comigo
    Falei que é isso sigo e nós ficamo conhecido

    [refrão]

    De bob eu ficava, quando rolava, carne e linguiça na brasa
    vê se não atrasa, comédia vaza,
    Chama as mulher pra cair la em casa
    Piranha tramava, se arrasava,
    Porque dessa porta você não passava
    Só fechamento, moleque de tempo, amiga tá dentro, 0800

    E a casa de maricá que hoje tá tipo hotel
    Recebe os maluco todo, de hotel vai pra pinel
    De pinel pras festinha que rolava no terraço
    Os pagode junto com os braço,giovani,pablo um abraço!

    Sem laço com os pela saco que vinha ganhar espaço
    Sou rato nesse sentido, e amigo tenho os melhores de fato
    Já embaraço tanto brabo que finge que estende a mão
    Mas é na pista, no aperto, que tu vê quem eles são

    Lorran, perdi você irmão, por causa de uma moto
    É complicado e hoje restam algumas fotos
    Meu avô se foi com cancer, minha mãe teve também
    Mas graças ao bom Deus, que hoje tá tudo bem

    Todo esse processo requer esforços sem fim
    Porque nunca vou estar tão satisfeito assim
    De mim, só vai sair verdade, pra minha família
    Amigos são mais que isso, guerreiros são os da antiga

    E eu sou o que sou porque confiei, não desviei, reinei
    Vou olhar pra trás e me orgulhar de onde cheguei
    Sofrimento pra um, glória pra outro
    A dor é a fraqueza saindo do meu corpo

    [refrão]

    Letra enviada por Bonde da Stronda
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Bonde da Stronda

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.