Jacurutu

Boi Garantido


Jacurutu, pesadelo dos Muras
A noite vem roubar
As crianças da aldeia
Coisa má, coisa má afasta pra lá (2x)
É preciso te enfrentar

Jacurutu devasta plantação inteira
Desafia a sabedoria dos feiticeiros
Gigante covarde infame guerreiro
É preciso te enfrentar

Fome sem fim coisa ruim
Aiça, anati some daqui
Anerê o avô das tartarugas
Foi chamado para te vencer (2x)

E os feiticeiros acordaram Anerê
Para o gigante prender
O gigante Matreiro, vil, sorrateiro
Afogou o anerê no fundo do rio
Mal sabia que era seu fim
A vingança começou assim
De anerê sairam as plantas
Para o pau vermelho dos arcos
A paracuúba para as flechas
A enbira para as cordas
E dos seus ossos, a taboca para as pontas

Atingido por mil flechas
O gigante morreu
Do seu sangue brotaram crianças
E o amor mais puro cresceu (2x)

Compositor: HELEN VERAS FILHO/ RENATO BAGRE/ PAULO MARINHO

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Boi Garantido no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS