Hurricane (tradução)

Bob Dylan

Bob Dylan Live 1975 (The Bootleg Series Volume 5)


Furacão


Tiros de pistola ouvidos no bar

Patty Valentine entra pelo corredor de cima

Ela ve o garçom em uma poça de sangue

Grita, 'Meu Deus, eles mataram todos eles! '

Aqui vem a história do Furacão

O homem que a policia veio culpar

Por algo que ele não fez

Colocado em uma cela, mas um dia poderia ter sido

O campeão do mundo


Três corpos deitados, Patty vê

E outro homem chamado Bello, se movendo misteriosamente

'Não fui eu, ' ele diz, e levanta as mãos

'Eu só estava roubando o caixa, espero que você entenda

Eu os vi saindo, ' ele diz e para

'Acho melhor um de nós chamar a policia. '

E então Patty chama a policia

E eles chegam no local com suas luzes vermelhas piscando

Na noite quente de New Jersey


Enquanto isso, em outra parte da cidade

Rubin Carter e alguns amigos estão dirigindo

Primeiro concorrente para a coroa de peso-médio

Não tinha idéia da merda que estava pra acontecer

Quando um policial o parou na estrada

Igual a outra vez, e antes disso

Em Paterson, é assim que as coisas são

Se você é negro, é melhor nem aparecer na rua

A não ser que queira chamar atenção


Alfred Bello tinha um parceiro

e ele tinha informações pra policia

Ele e Arthur Dexter Bradley estavam xeretando

Ele disse, 'Eu vi dois homens correndo

eles pareciam pesos-médios

Eles entraram num carro branco com placa de outra cidade'

E a senhorita Patty Valentine concordava com a cabeça

O policiail disse, 'Esperem, meninos, esse não está morto'

E eles os levaram para a enfermaria

E apesar do homem mal conseguir ver

Eles disseram que ele poderia identificar os culpados


Quatro da manhã e eles entram com Rubin

Eles estão nos hospital e o levam la pra cima

O homem machucado olha atraves de seu unico olho

Diz, 'Pq vocês o trouxeram aqui? Ele não é o cara! '

Sim, aqui está a historia do Furação

O homem que a policia veio culpar

Por algo que ele não fez

Colocado em uma cela, mas um dia poderia ter sido

O campeão do mundo


Quatro meses depois, os guetos estão em chamas

Rubin está na América do Sul, lutando por seu nome

Enquanto Arthur Dexter Bradley ainda está no jogo de roubar

E os policiais estão o pressionando

procurando por alguem pra culpar

'Lembra daquele assassinato que aconteceu no bar? '

'Lembra que você disse que viu o carro fugir? '

'Você acha que gostaria de jogar com a lei? '

'Você acha que pode ter sido um lutador

que você viu correndo aquela noite? '

'Não se esqueça que você é branco. '


Arthur Dexter Bradley disse, 'Eu não tenho certeza. '

A policia disse, 'Um garoto pobre como você

precisa de um descanso

Nós vamos o culpar pelo trabalho no motel

e estamos falando com seu amigo Bello

Se você nao quer voltar pra prisão, seja um bom menino

Você estará fazendo um favor a sociedade

Aquele filho da puta é valente e está ficando mais valente

Nós queremos pega-lo

Queremos o culpar pelo triplo assassinato

Ele não é nenhum cavalheiro. '


Rubin pode derrubar um homem com um soco só

Mas ele nunca gostou de falar sobre isso

É meu trabalho, ele dizia, e eu faço por dinheiro

E quando acaba, eu saio fora

Pra algum paraiso

Onde as trutas nadam e o ar é bom

E ando de cavalo por um trilho

Mas então o levaram para a cadeia

Onde tentam transformar um homem em um rato


O destino de Rubin já estava marcado há muito tempo

O julgamento foi um circo, ele nunca teve chance

O juiz fez as testemunhas de Rubin

parecerem bebadas da favela

Para os brancos que assistiram

ele era um mendigo revolucionario

E para os negros, ele era só um preto louco

Ninguem duvidou que ele puxou o gatilho

E apesar de não terem achado a arma

O promotor disse que foi ele que atirou

E o juri de brancos concordou


Rubin Carter foi falsamente julgado

O crime era assassinato 'um', adivinha quem testemunhou?

Bello e Bradley mentiram descaradamente

E os jornais, seguiram a onda

Como pode a vida de um homem assim

Estar nas mãos de um tolo?

O vendo incriminado

Não pude evitar sentir vergonha de viver em uma terra

Onde a justiça é um jogo


Agora todos os criminosos de terno e gravata

Estão livres pra beber martinis e ver o sol nascer

Enquanto Rubin senta como Buda em uma cela minuscula

Um homem inocente no inferno

Essa é a historia do Hurricane

Mas não vai acabar até que limpem seu nome

E devolvam o tempo perdido

Colocado em uma cela, mas um dia poderia ter sido

O campeão do mundo

Hurricane


Pistol shots ring out in the ballroom night

Enter Patty Valentine from the upper hall.

She sees the bartender in a pool of blood,

Cries out, "My God, they've killed them all!"

Here comes the story of the Hurricane,

The man the authorities came to blame

For somethin' that he never done.

Put in a prison cell, but one time he could-a been

The champion of the world.


Three bodies lyin' there does Patty see

And another man named Bello, movin' around mysteriously.

"I didn't do it," he says, and he throws up his hands

"I was only robbin' the register, I hope you understand.

I saw them leavin'," he says, and he stops

"One of us had better call up the cops."

And so Patty calls the cops

And they arrive on the scene with their red lights flashin'

In the hot New Jersey night.


Meanwhile, far away in another part of town

Rubin Carter and a couple of friends are drivin' around.

Number one contender for the middleweight crown

Had no idea what kinda shit was about to go down

When a cop pulled him over to the side of the road

Just like the time before and the time before that.

In Paterson that's just the way things go.

If you're black you might as well not show up on the street

'Less you wanna draw the heat.


Alfred Bello had a partner

and he had a rap for the cops.

Him and Arthur Dexter Bradley were just out prowlin' around

He said, "I saw two men runnin' out,

they looked likemiddleweights

They jumped into a white car with out-of-state plates."

And Miss Patty Valentine just nodded her head.

Cop said, "Wait a minute, boys, this one's not dead"

So they took him to the infirmary

And though this man could hardly see

They told him that he could identify the guilty men.


Four in the mornin' and they haul Rubin in,

Take him to the hospital and they bring him upstairs.

The wounded man looks up through his one dyin' eye

Says, "Wha'd you bring him in here for? He ain't the guy!"

Yes, here's the story of the Hurricane,

The man the authorities came to blame

For somethin' that he never done.

Put in a prison cell, but one time he could-a been

The champion of the world.


Four months later, the ghettos are in flame,

Rubin's in South America, fightin' for his name

While Arthur Dexter Bradley's still in the robbery game

And the cops are puttin' the screws to him,

lookin' for somebody to blame.

"Remember that murder that happened in a bar?"

"Remember you said you saw the getaway car?"

"You think you'd like to play ball with the law?"

"Think it might-a been that fighter

that you saw runnin' that night?"

"Don't forget that you are white."


Arthur Dexter Bradley said, "I'm really not sure."

Cops said, "A poor boy like you could use a break

We got you for the motel job

and we're talkin' to your friend Bello

Now you don't wanta have to go back to jail,

be a nice fellow.

You'll be doin' society a favor.

That sonofabitch is brave and gettin' braver.

We want to put his ass in stir

We want to pin this triple murder on him

He ain't no Gentleman Jim."


Rubin could take a man out with just one punch

But he never did like to talk about it all that much.

It's my work, he'd say, and I do it for pay

And when it's over I'd just as soon go on my way

Up to some paradise

Where the trout streams flow and the air is nice

And ride a horse along a trail.

But then they took him to the jail house

Where they try to turn a man into a mouse.


All of Rubin's cards were marked in advance

The trial was a pig-circus, he never had a chance.

The judge made Rubin's witnesses

drunkards from the slums

To the white folks who watched

he was a revolutionary bum

And to the black folks he was just a crazy nigger.

No one doubted that he pulled the trigger.

And though they could not produce the gun,

The D.A. said he was the one who did the deed

And the all-white jury agreed.


Rubin Carter was falsely tried.

The crime was murder "one," guess who testified?

Bello and Bradley and they both baldly lied

And the newspapers, they all went along for the ride.

How can the life of such a man

Be in the palm of some fool's hand?

To see him obviously framed

Couldn't help but make me feel ashamed to live in a land

Where justice is a game.


Now all the criminals in their coats and their ties

Are free to drink martinis and watch the sun rise

While Rubin sits like Buddha in a ten-foot cell

An innocent man in a living hell.

That's the story of the Hurricane,

But it won't be over till they clear his name

And give him back the time he's done.

Put in a prison cell, but one time he could-a been

The champion of the world.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS