Cerveja

Blues Etílicos

Águas Barrentas: ao Vivo


Cerveja

Vou virar vou virar esse copo
Cheio de espuma cheio de ouro
Vem cerveja vem beijar meu sangue
Alquimia de espuma libertaria

O mundo é veia aberta a minha volta
Hoje eu tô bebendo cerveja

Toda bebida é binóculo da alma
É raio x da perdição dos sentimentos
Cerveja me ilumina, me leva ao paraíso
Ah loura liquida me leva pro seu liquid sky

O mundo é veia aberta a minha volta
Hoje eu tô bebendo cerveja

É para-raio dos desejos, encruzilhada violenta de tesão
Que me importa como o tempo passa
Cerveja me libera
Pra tempestade da carne
Pra tempestade da rua pra tempestade do sexo
Pra tempestade de tudo

O mundo é veia aberta a minha volta
Hoje eu tô bebendo cerveja

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Blues Etílicos no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS