Dear Father (tradução)

Black Sabbath

13


Querido Pai


A inocência de uma infância foi afogada em suas lágrimas

Os demônios com quem você lutou

Estão alimentando seus medos

Os segredos envenenados de sua vida são revelados

A verdade te destrói e você que já não pode mais esconder


Querido Pai, abandonado

Você sabia o que estava fazendo

Silenciosamente, a sua violência

Deixou minha vida em ruínas, sim

Em ruínas, sim!


Você prendeu a minha carne

E depois, orou pela minha alma

A crença traída pela concupiscência da fé que você roubou

A doutrinação por um desejo destorcido

O catecismo de um Messias do mal


Querido Pai, perdoe-me

Eu sei exatamente o que estou fazendo

Silenciosamente, essa violência

Vai deixar sua vida em ruínas, sim

Em ruínas, sim!


O pregador da teocracia

Escondendo sua hipocrisia

Sob uma falsa santidade

Uma falsa empatia santa

Você tomou minha vida

Agora é a sua vez de morrer!


Você consegue dormir à noite?

Quando você fecha os seus olhos

Você pensa em todas as dores de suas mentiras?

Ou você nega

Que você é o responsável pelas vítimas

dos pecados que você criou?

O que você vai dizer para eles

Quando lhe perguntarem, ora?

A sua consciência é fabricada em seu coração?

Não há exceção, quando você busca a redenção

Para todas as vidas que você dilacerou!


Os seus assédios da cruz que você sujou

Um homem que já foi santo, agora ele espiona e insulta

Você tomou posse quando confessou os meus pecados

E agora você tem que enfrentar o que a morte traz, sim!


Querido Pai, abandonado

Você sabia o que estava fazendo

Silenciosamente, a sua violência

Deixou minha vida em ruínas, sim

Em ruínas, sim, sim, sim!

Em ruínas, sim!

Dear Father


A childhood innocence was drowned in your tears

The demons that you fought

Are feeding your fears

The poisoned secrets of your life stand revealed

The truth destroys you which no longer conceals


Dear Father, forsaken

You knew what you were doing

In silence your violence

Has left my life in ruins, yeah!

In ruins, yeah!


You preyed upon my flesh

Then prayed for my soul

Belief betrayed by lust of faith that you stole

Indoctrination by a twisted desire

The catechism of an evil Messiah


Dear Father, forgive me

I know just what I'm doing

In silence, this violence

Will leave your life in ruins, yeah!

In ruins, yeah!


Preacher of theocracy

Hiding your hypocrisy

Under a false sanctity

Holy phony empathy

You have taken my life

Now it's your turn to die!


Can you sleep at night?

When you close your eyes

Do you think of all the pain from your lies?

Or do you deny

you're responsible for the victims

Of the sins you devised?

What you gonna tell them

When they ask you well then?

Is your conscience brewed in your heart?

There is no exception, when you seek redemption

For all the lives that you've torn apart!


Your molestations of the cross you defiled

A man once holy, now he spies and reviles

You took possession when confessing my sins

And now you have to face whatever death brings, yeah!


Dear Father, forsaken

You knew what you were doing

In silence, your violence

Has left my life in ruins, yeah!

In ruins, yeah, yeah, yeah!

In ruins, yeah!

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS