Página inicial > Rap > B > Black Alien > Skate no Pé

Skate no Pé

Black Alien

Babylon by Gus Vol II - No Princípio Era o Verbo


[Introdução: Black Alien]
Saudações a todas as nações
Aqui, Gustavo Black
E comigo na track, dois Mcs pela raiz, desde o início
Fábio Luís e Marcus Vinícius
Mais conhecidos como Parteum e Kamau
Pra falar de skate, de geral
Falar da vida, de como a vemos
E o que fazemos dela, para torná-la mais bela

[Refrão: Black Alien]
Ei, vamos dar um rolé
Vamos descer uma avenida com skate no pé
Falei!

[Verso 1: Black Alien]
Skateboarding é ciência avançada
Indicada, essencial à minha existência bagunçada
Eu fico muito brisado se assisto Public Domain
Acredito que Kamau e Parteum, também
Então, partiu! Sabe que eu sou "ladeeiro"
Morei numa catorze anos, Niterói, Rio de Janeiro
Minha vida não existe sem o skate e as letras
Em todas as jurisdições, só amizade, sem treta
Vou remando atrás do vento que pedi para Deus
Falou de rap e skate, então, estou entre os meus
Não tem como descrever o modo como me sinto
Quando estou com a minha gangue que usa cadarço de cinto
Não gostou? Ahh! Lava as mãos no bebedouro
Saúde, família e amigos, isso, aí, é que é o ouro
Vou deixando pra trás o que me põe para baixo
Quando mais um rockslide de front eu encaixo

[Refrão: Black Alien]
Ei, vamos dar um rolé
Vamos descer uma avenida com skate no pé
Falei!

[Verso 2: Parteum]
Em '05, Chorão disse: "amigo meu, eu trato bem e pago o dobro"
Quem vê tombo, não vê coração
Ogro na sessão fica gentil quando se acerta
A linha é reta (o eixo mole)
Irmão, entenda, a vida é dura, mas é filme, cheiro do ralo
A cura vem do chão, pegando impulso
Trio miraculoso, equilibrando um sonho avulso
Kamau, Gustavo e eu
E o som é coisa de acender e olhar pra frente
Pra não pisar em gente, eu sempre voo
Sem acionar o alarme, eu soo
Chegado, sonho bom não é na duração que brilha
Quem já andou de bilha e shape semi-resinado
Agora, trilha outros caminhos, roupas, tênis e sons
Circuito de seres bons e iluminados
Vide Sandro Testinha em Calmon, Vianna
Em tela plana, 3d, sem óculos, no grau
Conosco ninguém pode, desde as rampas ao encontro, em 1999

[Refrão: Black Alien]
Ei, vamos dar um rolé
Vamos descer uma avenida com skate no pé
Falei!

[Verso 3: Kamau]

Uma nova visão, tipo Gonzales
Que pensem, que falem
Pego impulso, nunca embalo
E o que influi nunca vai pelo ralo
Pelo estéreo, igual Jason Lee, desde o Hocus Pocus
Por essas lentes, vi, ouvi e busquei novos focos
Desde '88, o mundo é minha plaza
Na rua, me sinto em casa
E se não pode, a gente arruma um jeito
Bem maloqueiro, do Vale ao Embarcadero
Ligeiro com quem não entende, apoia o Jânio e quer botar defeito
Foi double-deck e play, rec no tape deck
Bem antes do mic check e andar nessa com Parteum e Black
Muita destreza pela pedra portuguesa
No gás, tipo Speed Freaks, sem pique-nique nessa mesa
Meu lifestyle é do bom, desde o Thronn
Inspiração na sessão, mais que dom, play no som
Ladeira abaixo e partiu: fui!
Me entende quem viveu
Ainda tô no rolê, skate sempre que possível

[Refrão: Black Alien]
Ei, vamos dar um rolé
Vamos descer uma avenida com skate no pé
Falei!

Letra enviada por João Cleber Pontes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Black Alien no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS