• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    [Verso 1]
    Os avisos de praxe, os avisos de costume
    Falar com seu pai no telefone, baixe o volume
    Há quem ache, há quem despache
    Brincar de soldadinhos contra índios Apache
    Aprender da colher ao garfo e a faca
    Comer no japonês no domínio do Hashi
    Avião revell, ordinários marchem
    Do boneco de massinha à tinta guache
    Jovem no ano, de completar 18 anos se apresenta
    35 anos de serviços prestados, se aposenta
    Garotão idoso, num belo momento preguiçoso
    Velho de guerra, moço
    Vida que segue
    Agora os netos me apontam e eu sigo cego
    Vendo tudo em volta e ao redor
    Beijos antes de dormir no vovô e na vovó

    [Chorus]
    Em sol maior (4x)

    [Verso 2]
    Os primeiros passos
    No cabelinho das meninas, os primeiros laços
    No supermercado de carrinho
    Crescer cercado de carinho
    Amarrar sozinho os cadarços
    Os sustos e as alegrias, as correrias
    Pra dar ponto ou pra pomadas de alergia
    Primeiro convite para a reunião de pais
    Transmitir a ética e os valores morais
    É bem legal judô e xadrez
    Pra se manter bem longe, do "quem sabe" e do "talvez"
    Letras pro caçula, aquela foi minha melhor
    Melodia pras pequenas, a do meio em sol maior
    Matemática e os problemas juntos a gente resolve
    Um homem de caráter Jah Jah sempre absolve
    A começar pelos valores que absorve
    Intenção sem ação, e a intenção se dissolve

    [Chorus]

    [Verso 3]
    Sorvete e doce, só depois do almoço
    Conversar sobre a cerveja, fundo do poço
    Ex-presidente, senador, larga do osso
    Sobre Deus onipresente, sempre silencioso
    A diferença entre o trabalho e a mão no revólver
    Às vezes o trabalho é a mão no revólver
    O caminho mais fácil, o que isso envolve?
    O sol não brilha pra todos, não
    A vida ou a morte? Eu vou em prol da prole
    Ouvindo rock'n'roll, não deixo que a pedra role
    Fios de pavio curto
    Deixam suas mães de luto
    A vida não é mole
    Agradecer o privilégio
    De estudar num bom colégio
    Orgulho de poder dar um mergulho para espantar o tédio
    Divertido de verdade
    A vida que eu quiser ter tido de verdade

    [Chorus]

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Black Alien

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.