Página inicial > Infantil > B > Bia Bedran > A História de Tatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê

A História de Tatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê

Bia Bedran


Era uma vez, num lugar muito longe daqui dois
irmãos...
Um era batizado, o outro não. O que não era batizado
não tinha nome.
Então a mãe chamou esse menino e disse:
- Filho, você precisa de um nome.
- Eu sei, mãe!
- Pois bem. Olha, você vai na estrada dos anjos, que
lá mora um anjinho, e esse anjinho é que dá nome aos
meninos. Pega o nome com ele e volta. Mas cuidado...
Que nesta estrada mora um capeta. E quando o capeta
aparece, o menino esquece o nome que o anjo deu.
- Ah, mãe! Não vai aparecer capeta pra mim não!
- Olha que vai, heim?! Cuidado filho, vai com Deus!
E o menino foi. Lá foi ele, olhando pra cima, olhando
pra baixo, ouvindo o riacho. Conversando com a
borboleta, com a formiga. De repente, aparece o
anjinho, com a auréola, a asinha... Tudo o que tinha
direito.
Ele olhou o menino e disse:
- Você quer um nome?
- Claro, anjinho. Eu vim aqui pra isso!
- Pois bem, o seu nome vai ser... Tatê Calanquê
Catacan Quixilá Calanquê.
- O quê?!
- Eu já disse! Tatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê.
Que tal?
- Ah, eu acho que eu gostei desse nome. Deixa eu
repetir: Tatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê.
Ahhhh...

Tatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê
Tatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê
E o menino foi repetindo sem parar o nome pelo caminho
e lá ia ele: Tatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê.
Mas de repente... Numa curva do caminho aparece o
capeta, ele olha pro menino, o menino olha pra ele, e
na mesma hora o menino esquece o nome que o anjo deu.
O capeta diz assim:
- Menino, o seu nome é: Caraxuxexú
- Ahñ, Ahñ?!
- Seu nome é: Caraxuxexú. Vai repete!
- Ahñ... É... Caraxu-xe-xú.
- Isso aí, repete! Vai menino, vai.
- Caraxuxexú, ahñ...
E o menino ficou repetindo, achando estranho, mas
foi.
- Caraxuxexú, Caraxuxexú. Caraxuxexú, Caraxuxexú.
Caraxuxexú, Caraxuxexú.
E lá foi ele pelo caminho com o nome errado, mas ele
ia dizendo: Caraxuxexú, Caraxuxexú. De repente...
Aparece o anjinho de novo. Na mesma hora, o menino
olha pro anjo, e lembra do seu verdadeiro nome que
era: Tatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê. O capeta
ficou furioso. Explodiu numa nuvem de enxofre, e
sumiu. O menino correu pra casa com seu nome.
- Mãe, mãe! Olha o nome que o anjo deu: Tatê Calanquê
Catacan Quixilá Calanquê.
- Filho, que nome lindo! Corre lá na casa do
compositor de três nomes, o Petro Piero Pietre, ele
vai fazer a música do seu batizado.
O menino foi lá, e o compositor fez a música na hora.
E no dia do batizado todo mundo cantou assim:
- Menino que não sabe o nome, mas vai ter que
aprender, vai lá na estrada dos anjos, que o anjinho
vai dizer. Quetatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê,
Quetatê Calanquê Catacan Quixilá Calanquê. Quem
inventou essa história, foi o tio Janú, o mesmo que
inventou o Caraxuxexú. Xexú, Caraxuxexú; Xexú,
Caraxuxexú. E quem cantar direito ganha um saco de
hingu. Quem cantar direito ganha um saco de hingu.
(2x)

By: Ingrid Pimenta (uid=17070403703459773832&rl=t)

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Bia Bedran no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS