Bhaskar

Born to Kill (tradução) (With Tom Enzy, Alok)

Bhaskar


Nascida Para Matar


Trace uma linha, uma linha branca e fina ao meu redor

Coloque uma dúzia de rosas onde me deito

Crimes passionais

Não há satisfação sem emoção

Quem ia imaginar, que você nasceu para matar


E quando me senti rejeitado

Os ecos na minha cabeça diziam para continuar

Nublando minha perspectiva

Aprendi a viver na fantasia

Você nasceu para matar


Você nasceu para matar

Você nasceu para matar

Crimes passionais

Não há satisfação sem emoção

Quem ia imaginar, que você nasceu para matar


Diga a palavra, aquela que machuca novamente

Porque só você pode levar isso ao fim

Crimes passionais

Não há satisfação sem emoção

Quem ia imaginar, que você nasceu para matar


E quando me senti rejeitado

Os ecos na minha cabeça diziam para continuar

Nublando minha perspectiva

Aprendi a viver na fantasia

Você nasceu para matar


Você nasceu para matar

Você nasceu para matar

Crimes passionais

Não há satisfação sem emoção

Quem ia imaginar, que você nasceu para matar

Born to Kill (With Tom Enzy, Alok)


Draw a line, a thin white line around me

Place a dozen roses where I lay

Crimes of passion

No satisfaction without out a thrill

Who knew you were born to kill


And when I felt rejected

The echoes in my head said keep

Clouding my perspective

I learned to live in fantasy

You were born to kill


You were born to kill

You were born to kill

Crimes of passion

No satisfaction, without a thrill

Who knew you were born to kill


Say the word the one that hurts again

Coz only you can bring this too an end

Crimes of passion

No satisfaction without out a thrill

Who knew you were born to kill


And when I felt rejected

The echoes in my head said keep

Clouding my perspective

I learned to live in fantasy

You were born to kill


You were born to kill

You were born to kill

Crimes of passion

No satisfaction, without a thrill

Who knew you were born to kill

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES