Campo Minado

Bezerra da Silva

Malandro É Malandro, Mané É Mané


[Aí! se liga, mesmo não ventando a
roseira balança é isso aí]

E Tem muita gente rodeando a gente
Seja mais decente
Senão de repente você dança
E se não falar a linguagem certa
Tem homem de alerta
Mesmo não ventando a roseira balança
[Eu falei pra você!]

Tem muita gente [ih!] rodeando a gente
[aí tá certíssimo]
Seja mais decente
Senão de repente você dança
E se não falar a linguagem certa
Tem homem de alerta
Mesmo não ventando a roseira balança

O braço direito do cara
Tá de cara feia olhando tua cara
Já tocaram que vacilação
Nesta jurisdição é coisa muito rara
Não mexa com a Dama de Branco
É a primeira dama do dono da massa
Vê se muda seu comportamento
Se não o mal vento lhe sopra a desgraça
[Eu falei pra você!]

Tem muita gente rodeando a gente
[Simbora gente]
Seja mais decente
Senão de repente você dança
E se não falar [Aí tá certíssimo]
A linguagem certa Tem homem de alerta
Mesmo não ventando a roseira balança

[IIh!] Vai devagar na cerveja
E no particular vai só se for chamado
Não entre na porta da frente
Que evidentemente é lugar reservado
Preste atenção no que fala
Porque o ambiente exige cuidado
Haja com muita cautela
Pisando de leve que o campo é minado
[Eu falei pra você!]

Tem muita gente rodeando a gente [Simbora gente]
Seja mais decente
Senão de repente você dança
E se não falar [Aí tá legal] a linguagem certa
Tem homem de alerta
Mesmo não ventando a roseira balança

O braço direito do cara
Tá de cara feia olhando tua cara
Já tocaram que vacilação
Nesta jurisdição é coisa muito rara
Não mexa com a Dama de Branco
É a primeira dama do dono da massa
Vê se muda seu comportamento
Se não o mal vento lhe sopra a desgraça
[Eu falei pra você!]

Tem muita gente [iih!] rodeando a gente
[Simbora gente]
Seja mais decente
Senão de repente você dança
E se não falar a linguagem certa
Tem homem de alerta
Mesmo não ventando a roseira balança

Vai devagar na cerveja
E no particular vai só se for chamado
Não entre na porta da frente
Que evidentemente é lugar reservado
Preste atenção no que fala
Porque o ambiente exige cuidado
Haja com muita cautela
Pisando de leve que o campo é minado
[Eu falei pra você!

Tem muita gente [iih!] rodeando a gente [iih!]
Seja mais decente
Senão de repente você dança
E se não falar a linguagem certa
Tem homem de alerta
Mesmo não ventando a roseira balança

[Eu falei pra você!] que tem muita gente malandro
rodeando a gente [Simbora gente]
Seja mais decente
Senão de repente você dança
E se não falar a linguagem certa
Tem homem de alerta
Mesmo não ventando a roseira balança
[Eu falei pra você!]

Tem muita gente [iih!] rodeando a gente
[aí malandragem]
Seja mais decente [se liga bicho]
Senão de repente você dança
E se não falar a linguagem certa
[Aí suja]
Tem homem de alerta
Mesmo não ventando a roseira balança

Compositor: Vantuil do Salgueiro

Letra enviada por Ricardo Alves Cabral

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Bezerra da Silva no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS