Página inicial > Pagode > B > Bezerra da Silva > Alô, São Pedro

Alô, São Pedro

Bezerra da Silva


Alô São Pedro
Eu não estou mais aguentando
É veja bem São Pedro
Eu não estou mais aguentando
Quando eu começar botar pra frente é porque aqui na terra o bicho tá pegando
O meu papo ele é verdadeiro
Se liga São Pedro não é de caô
O povão tá comendo um tal do nada assado, eu juro
Com o pão que o diabo amassou
Dê um pulo aqui na terra e, por favor, não esqueça de trazer do céu
Naves espaciais cheias de marmitas
Porque no meu Brasil a fome tá cruel
E também venha preparado
Para assistir o sufoco do povo
Senão o senhor também é sacaneado e volta batido pedindo socorro
Ih!
Isso é covardia, Pedrinho
Isso é covardia
Estão obrigando o povo a roubar, meu São Pedro, de noite pra comer de dia
Falei
Isso é covardia
Xangô!
Isso é covardia
Estão obrigando o povo a roubar, meu São Pedro, de noite pra comer de dia
Mas alô São Pedro
Alô São Pedro
Ih!
Eu não estou mais aguentando
Sujou, sujou!
Alô São Pedro
Eu não estou mais aguentando
Quando eu começar botar pra frente é porque aqui na terra o bicho tá pegando
E na hora do rango o senhor vai ver
Os pratos vazios em cima da mesa
Garfo brigando com faca dizendo cadê a boia que não chega?
E quando a carne aparece
O gato faminto do morro dançou
Venha ver se é verdade ou não é esse telefonema que eu dei pro senhor
Ih!
Isso é covardia, Pedrinho
Isso é covardia
Eles estão obrigando o povo a roubar, meu São Pedro, de noite pra comer de dia
Valei-me!
Isso é covardia
Amizade!
Isso é covardia
Estão obrigando o povo a roubar, meu São Pedro, de noite pra comer de dia
Mas alô São Pedro
Alô São Pedro
Ih!
Eu não estou mais aguentando
E eu também!
Alô São Pedro
Eu não estou mais aguentando
Quando eu começar botar pra frente é porque aqui na terra o bicho tá pegando
Olha aí o meu papo ele é verdadeiro se liga São Pedro não é de caô
O povão tá comendo um tal do nada assado, eu juro
Com o pão que o diabo amassou
Dê um pulo aqui na terra e, por favor, não esqueça de trazer do céu
Naves espaciais cheias de marmitas
Porque no meu Brasil a fome tá cruel
E também venha preparado
Para assistir o sufoco do povo
Senão o senhor também é sacaneado e volta batido pedindo socorro
Ih!
Isso é covardia, Xangô
Isso é covardia
Eles estão obrigando o povo a roubar, meu São Pedro, de noite pra comer de dia
Valei-me!
Isso é covardia
Amizade!
Isso é covardia
Estão obrigando o povo a roubar, meu São Pedro, de noite pra comer de dia
Mas alô São Pedro
Alô São Pedro
Ih!
Eu não estou mais aguentando
E eu também!
Alô São Pedro
Eu não estou mais aguentando
Quando eu começar botar pra frente é porque aqui na terra o bicho tá pegando
Ih mas alô São Pedro
Eu não estou mais aguentando
É veja bem São Pedro
Eu não estou mais aguentando
Quando eu começar assentar o dedo é porque aqui na terra o bicho tá pegando
Ih!
Alô São Pedro
Eu não estou mais aguentando
Diz aí
Alô São Pedro
Eu não estou mais aguentando
Quando eu começar botar pra frente é porque aqui na terra o bicho tá pegando
Ih!
Mas alô São Pedro
Eu não estou mais aguentando
É veja bem São Pedro
Eu não estou mais aguentando

Letra enviada por Ricardo Alves Cabral

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Bezerra da Silva no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS