I Bow To None (tradução)

Benediction


Eu me curvo a None


Eu olhei dentro de mim e eu me virei

Muitos laddered labirinto mental, queimado

Forever é o tempo que eu caminhava

Sufferance em silêncio é a minha síndrome


Siga o meu caminho - Nunca passada

Na dor cruel - Eu sempre vou reinar

som silencioso - terreno Stalking

Cemitério correr - Eu me curvo a ninguém


Dominando Orar é a minha vontade

A urgeance homicida de matar

Slash e esfaquear as cadelas de bruxaria

ensurdecedor os gritos de sua agonia


Siga o meu caminho - Nunca passada

Na dor cruel - Eu sempre vou reinar

som silencioso - terreno Stalking

Cemitério correr - Eu me curvo a ninguém


No meu teatro da loucura

Lone jogador no palco

Woebegotten meu público

trégua momentânea é tomado de minha raiva


Tremendo em êxtase

Nos crimes brutais que eu fiz

Você é tão cego tolo perfeito

Eu me curvo a ninguém


feridas abertas em êxtase arrogante

Habilmente remover

Entranhas em uma pilha vulgar

E, finalmente, no útero


Toque na carne, profanar a pele

vadeando no sangue

como um abutre eu alimentar

Essa prostituta sacrificial


Seus corpos vivos deixar-me tão irritado

Cópula alegre sexo morto

Morbid absorção na fantasia

Minha paródia orgasmo auspicioso


Tomou o meu caminho - Não durou

Na dor cruel - Eu sempre reinou

som silencioso - terreno Stalking

Cemitério correr - Eu me curvo a ninguém



I Bow To None


I looked within myself and I turned

Many laddered mental maze burnt

Forever is the time that I walked along

Sufferance in silence is my syndrome


Take my path - Never last

In ruthless pain - I'll always reign

Silent sound - Stalking ground

Cemetery run - I bow to none


Dominating pray is my will

A homicidal urgeance to kill

Slash and stab the bitches of witchery

Deafening the screams of their agony


Take my path - Never last

In ruthless pain - I'll always reign

Silent sound - Stalking ground

Cemetery run - I bow to none


In my theatre of madness

Lone player on the stage

Woebegotten my audience

Momentary respite is taken from my rage


Shuddering in ecstasy

At the brutal crimes I've done

Your so blind you perfect fool

I bow to none


Open wounds in arrogant bliss

Skillfully remove

Innards in a vulgar heap

And finally the womb


Touch the flesh, desecrate the skin

Wading in the gore

Like a vulture I feed upon

This sacrificial whore


Their living bodies leave me so vexed

Copulation joyous dead sex

Morbid absorbtion in fantasy

My auspicious orgasm parody


Took my path - Did not last

In ruthless pain - I always reigned

Silent sound - Stalking ground

Cemetery run - I bow to none



Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS