Quando O Destino

Belmonte e Amaraí

Te Amarei Toda Vida


Não venho pedir amores
Já não quero teu carinho
Se uma vez te amei na vida
E nem voltes a dizer

Me contaram os amigos
Que te encontras tão sozinha
Que mal diz a tua sorte
Porque pensas muito em mim

Foi por isso que volte
Para rir do teu penar
Eu assim tinha pedido
Pra que sofras mais que eu

Satisfaço meu capricho
Vendo te ferir assim
Hoje tua alma sofre
O que a minha já sofreu

Agora vês que o destino
Tudo cobra e nada esquece
E a ânsia de um carinho
Nos arrasta e nos humilha

Que sabor é a vingança
Quando a própria vida traça
No momento de amargura
Tua dor será maior

Mesmo assim fica o desprezo
De quem tanto te adorou
Para que sinta na alma
Qual o preço do amor

(Pedro Paulo Mariano – Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: J. Alfredo Gimenez - Versão: Arlindo Pinto

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Belmonte e Amaraí no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS