Grito Aberto

Belmonte e Amaraí

Boa Noite, Amor


Que vontade de chorar
Vivendo incerto
É cruel meu penar
Neste deserto

Sou um barco a flutuar
Sem ter um porto
O meu pobre coração
de sofrer desilusão
Já está morto

Eu não queria despertar
deste delírio
De que me vale este viver
Se é um martírio

O meu pobre coração
que está incerto
Tenho ânsias de chorar
Minhas queixas confessar
A grito aberto

-"É sofrendo que se aprende"
-"É claro que sim, amigo"

Compositor: Nico Jimenez - versão: Belmonte e J. Santana

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Belmonte e Amaraí no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS