Belmonte e Amaraí

Eu e a Viola

Belmonte e Amaraí


Viola que chora doído no peito magoado
Sofre também como eu, seu lamento é de dor
Viola, eu também já não canto como no passado
E o nosso céu estrelado já não tem esplendor

Viola que traz poesia no seu ponteado
Chora comigo baixinho sem entender
Por que que o luar já não é um luar prateado?
Por que que restou no mundo só eu e você?

Viola que numa noite em serenata
Fez começar o romance que hoje me faz chorar
Sabendo assim como eu que ela não voltará
Lamentos e acordes se unem num só soluçar

Viola que traz poesia no seu ponteado
Chora comigo baixinho sem entender
Por que que o luar já não é um luar prateado?
Por que que restou no mundo só eu e você?

Viola que traz poesia no seu ponteado
Chora comigo baixinho sem entender

Composição: Lindomar Castilho, Carlos Randall, José Homero

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Belmonte e Amaraí no Vagalume.FM

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS