Chanson Pour Ma Vieille (tradução)

Guy Béart


Canção Para Minha Velha


Eu estou fora de pão

Tenho mais vinho

Eu tenho mais do que você, garota

Eu tenho mais do que você

O qual, sendo a minha voz

noite, quando eu acordar

E minhas mordidas na boca

Encor e encor

O leite que você me levar

Como é doce então

Enquanto todos dormindo. D

beber isso


tenho mais fogo

Eu estou fora do lugar

Eu tenho mais do que você, garota

Se o ninho da águia

homem tem sua casa

e cesta do gato

Quando o vento me morde

Encor e encor

Em seus braços você me cobrir

E então eu adormecer

Melhor do que fora

Ou o rei na sua Louvre


Eu tenho mais fé

Eu não tenho nenhuma lei

Eu tenho mais do que você, garota

Uma flor me levou

A asa e eu sou. Prisioneir

como uma abelha

eu amo ele e eu mordo

Encor e encor

A Flor da amargura

É amarelo dourado

Desde que eu dormir. Febr

me consome


Eu não tenho filha

Eu não tenho amigos

Eu tenho mais do que você, garota

Para onde eles foram?

Oh diga para mim, dizendo

Você só você que me assiste

E ainda assim eu morder

Encor e encor

A mão que você me dá

Quando finalmente a morte. Rocha

e adormece

Só que ela me perdoa


Quando finalmente a morte. Rocha

e adormece

Só que ela me perdoa

Chanson Pour Ma Vieille


Je n'ai plus de pain

Je n'ai plus de vin

Je n'ai plus que toi, ma vieille

Je n'ai plus que toi

Qui cours à ma voix

La nuit lorsque je m'éveille

Et ma bouche mord

Encor et encor

Le lait que tu me portes

Qu'il est doux alors

Tandis que tout dort

De boire de la sorte


Je n'ai plus de feu

Je n'ai plus de lieu

Je n'ai plus que toi, ma vieille

Si l'aigle a son nid

L'homme a son logis

Et la chatte sa corbeille

Quand la bise me mord

Encor et encor

De tes bras tu me couvres

Et là je m'endors

Bien mieux qu'au-dehors

Ou le roi dans son Louvre


Je n'ai plus de foi

Je n'ai plus de loi

Je n'ai plus que toi, ma vieille

Une fleur m'a pris

Une aile et je suis

Prisonnier comme une abeille

Je l'aime et je mords

Encor et encor

La fleur de l'amertume

Elle est jaune d'or

Depuis je ne dors

La fièvre me consume


Je n'ai plus de fille

Je n'ai plus d'ami

Je n'ai plus que toi, ma vieille

Où sont-ils partis ?

Ah dis-le-moi, dis

Toi seule toi qui me veilles

Et pourtant je mords

Encor et encor

La main que tu me donnes

Lorsqu'enfin la mort

La berce et l'endort

Seule elle me pardonne


Lorsque enfin la mort

La berce et l'endort

Seule elle me pardonne

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS