Página inicial > B > Barra Dolls > Vadia da Barra

Vadia da Barra

Barra Dolls


É meia-noite na ponte
Na praia e na pista
É hora do meu horizonte
Garantir a minha vida

É sujo demais
Para ter de se limpar
É preciso demais
Para ter de se recusar

Hoje só haverá restos
Do que sobrar desta noite
E, meu amor, não me pergunte
Se senti algum prazer

É rápido demais
Para se fazer duas vezes
É simples demais
Para ter de se entender

Eu sou tão nova e tão atraente
Porém sou vagabunda
Eu sou tão formosa e tão excitante
Porém sou prostituta

E não existem barreiras
Amorosas ou financeiras
Que me separem de você
Pelo menos, nesse momento

Sou dada demais
Para ser só sua
Eu já não sei mais
Viver longe da rua

E no frio da madrugada eu espero
Você ou qualquer outro
De fome eu berro
Preciso do seu dinheiro

O meu batom será
Indício da sua perdição
O meu sexo te dará
O gosto da contaminação

Eu sou tão nova e tão atraente
Porém sou vagabunda
Eu sou tão formosa e tão excitante
Porém sou prostituta

Eu sou a vadia da Barra!

Compositor: Glauco Bastião / André Ressaca / Rafael "sobral" Alves

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Barra Dolls no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS