Tempestades

Banda Sopro de Vida

Transforme-se e Curta


Tempestades eu vivi sem, contudo, perceber
O melhor de mim eu dei
Nada pude entender
Afinal aonde errei
Em qual espinho tropecei
E a mão de Deus pesava em mim, sem saber o porquê

Os propósitos de Deus estão além do que eu penso
Tempestades a enfrentar só me farão segurar
Na esperança de um dia o sofrimento passar
Quando as marcas da vitória
por mim hão de clamar

Sinto angústia, solidão
Em meio a tantos ao redor
Com conselhos insensatos
Que me deixam só mais fraco
Mas sei que há de calejar
De novo forte vou ficar
As tempestades que eu enfrento me farão crescer

Os propósitos de Deus estão além do que eu penso
Tempestades a enfrentar só me farão segurar
Na esperança de um dia o sofrimento passar
Quando as marcas da vitória

Em cada queda uma chance de se levantar
Sobre as águas eu sei me fará caminhar
Seu eu falhar eu sei que ele vai me segurar
Vou então me preparar e realmente crer

Os propósitos de Deus estão além do que eu penso
Tempestades a enfrentar só me farão segurar
Na esperança de um dia o sofrimento passar
Quando as marcas da vitória
por mim hão de clamar

Compositor: Thiago Sorin

Letra enviada por Paulo Sérgio Dos Santos

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Banda Sopro de Vida no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS