Regressão

Banda Notívagos


Ja sinto falta do ar
Do voar
Os sentimentos
Os bons momentos
Outros lugares buscar
Quem ama sempre abertamente
Constrói um novo lugar
Novos gestos crescem dentro
Um sentimento

Um verso contamina o vento
Depressa quanto mais o tempo
A raíz queria paz, queria isso
E tradições esquecem, traz arrependimento
Ouvir o seu conselho, atrapalhou o rendimento
Trágico também se fosse
Menos raro, também menos pose
Poderia quem sabe um dia serem valores, hoje
O número da conta, conta
Quem desmonta e quem constrói
Traindo os motivos
Sem mesmo lembrar de nós

Sem tempo enfim, não sei o certo
As vezes chego longe
Não vou deixar de ser quem sou
No minimo distante (x2)

Quantas vidas preciso entregar pra ser
És o tempo onde a fé me eleva
Quanto tempo é preciso pra compreender
Tanta gente não crê não enxerga
Onde as frases são ditas sem entender
São palavras escritas as cegas
Onde a luta é diária, o pão pra ter
Medo é visto de baixo da terra
Essa história é da boa, contar não sei
Se a cura vem la da cidade
Onde a vida é vista somente a ter
Não tem como entender

Peça ajuda pra ter
Além da sua vista alguém que quer ver
Ser mais que quem arrisca, cai
Tropeça e se desfaz
Levanta e segue o rumo, segue
Só paz pra quem duvida e tenta entender
Que além da sua vista alguém que quer ver
Ser mais que quem arrisca, cai
Tropeça e se desfaz
Levanta e segue o rumo, segue

Homens que criam contra o universo
Conspiram que nada existe
Poucos sabiam, poucos (x4)

Compositor: Thiago San, Guilherme Souza, Baloy, Dani Zan

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Banda Notívagos no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS