All Love Is Gone (tradução)

Avec Tristesse

How Innocence Dies


Todos Love Is Gone (


Todos Love Is Gone (

l: Salles Thrall m: Salles)


Tarde da noite, eu fecho meus olhos

Ah! A iluminada vela morre

Eu sinto a presença do escuro

Eu me esforço meus pensamentos longe de você


fluindo como um rio de sentimentos

Minha consciência tão pálida

E todo o amor que se foi

me traz pesadelos trágicos


"Ela caminha em beleza como a noite

De climas sem nuvens e céus estrelados

E tudo o que é melhor do escuro e brilhante

Conheça em seu aspecto e seus olhos

Assim amadurecido para que

luz suave que o céu a dia berrante nega


Uma sombra a mais, um raio a menos

Se prejudicada metade do

graça sem nome Que ondas em cada mecha negra

ou clareia suavemente em seu rosto

Onde pensamentos serenamente doce expressa

Como puro, como caro a sua morada


E na bochecha e na testa

tão suave, tão calmo, ainda eloqüente

Os sorrisos que ganham, os matizes que brilham

Mas contam sobre dias gastados em bondade

Uma mente em paz com todos abaixo

A coração cujo amor é inocente! "


Essas palavras que eu li a ninguém além de você

Tomar pensamento de mim quando eu descer


Leve de mim meu vazio

Eu nunca senti (verdadeiro) amor na minha vida

Uma vida amarga que ninguém nunca se preocupou


O gosto do vinho permanece em minha mente

O vinho que foi derramado de suas feridas

Em minha boca e quebrando minha vida

eu te agradeço, minhas amadas


Pedro Salles: Voz Limpa e rasgada, Teclados e Guitarras

Nathan Thrall: Voz e Bateria rasgada

Rafael Gama: Baixo

All Love Is Gone


All Love Is Gone

(l:Salles/Thrall m:Salles)


Late at night I close my eyes

Alas! The lighten candle dies

I feel the presence of the dark

I strive my thoughts away from you


Flowing like a river of feelings

My conscience so pale

And all the love that's gone

Brings me tragic nightmares


"She walks in beauty like the night

Of cloudless climes and starry skies,

And all that's best of dark and bright

Meet in her aspect and her eyes.

Thus mellowed to that tender light

Which heaven to gaudy day denies.


One shade the more, one ray the less,

Had half impaired the nameless grace

Which waves in every raven tress,

Or softly lightens on her face;

Where thoughts serenely sweet express

How pure, how dear their dwelling place.


And on her cheek, and on her brow,

So soft, so calm, yet eloquent,

The smiles that win, the tints that glow,

But tell of days in goodness spent,

A mind at peace with all below,

A heart whose love is innocent!"


These words I read to none but you,

Take thought of me when I descend.


Take from me my emptiness

I've never felt (true) love in my life;

A bitter life that no one ever cared


The taste of wine lingers in my mind

The wine that spilled right out from your wounds

Into my mouth and shattering my life

I thank you so my beloved ones


Pedro Salles: Voz limpa e rasgada, Teclados e Guitarras

Nathan Thrall: Voz rasgada e Bateria

Rafael Gama: Baixo

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS