Burguesia

Atecuba

Sem Ter Pra Onde Ir


Pega na virilha do povo
O salário é uma merda
E o filha da puta
Dobra o salário dele de novo

A burguesia sorri
Em meia tanta hipocrisia
E o povo continua se arrastando
Em busca de uma saída


Afogados na lama
E nadando com os ratos
É só bater uma água
Que todos descem pelo ralo

Política suja
Ganância filha da puta
Tira dinheiro de quem precisa
Pra lucrar com sua postura


Burguesia chique
Burguesia shit
Burguesia do caralho !
Burguesia chique
Burguesia shit
Burguesia do caralho !

Burguesia chique
Burguesia shit
Burguesia do caralho !
Burguesia chique
Burguesia shit
Burguesia do caralho !


Senhores engravatados
Que ignoram a pobreza
Morram na ganância
Entalada em sua consciência

Podem fingir
Mas não enganam a ninguém
Excluem um lado
E favorece quem já tem


Propagandas babacas
Iludindo a sociedade
Vivem na ilusão
Escondem na verdade

Protestos feitos
E é mais sangue derramado
Lutamos por algum direito
E somos mais pisoteados !


Burguesia chique
Burguesia shit
Burguesia do caralho !
Burguesia chique
Burguesia shit
Burguesia do caralho !

Burguesia chique
Burguesia shit
Burguesia do caralho !
Burguesia chique
Burguesia shit
Burguesia do caralho !

Compositor: Lucas Freires, Rafiuski Machado

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Atecuba no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS