Opressor

Asfixia Social


Eles vigiam a sua vida!
Lá do alto, uma câmera escondida
Os espelhos são os mesmos
Que escondem as almas penadas, as mentes falidas
Um holofote ilumina um homem maquiado
Transformado em figurinha
Os aplausos são como uma neblina
Pra esconder a uma essência carnívora
Uma terra dos sem-terra! sangue derramado
O povo na miséria
Cavalaria, a tropa, o cacetete
Bala no tambor, homem marionete
A defesa de um impostor
De um ladrão que tem escolta e é doutor
O teatro acabou, uma faísca
Derrubou a fantasia que escondia o horror

Sua vida é uma farsa
Ele se esconde atrás do terno, o opressor
Vivem de medo e de terror

Eles controlam os teus anseios
As vontades e as belezas deste passeio
Um sonho vazio. uma bandeira que esconde o brasil
A corrida pelo carro perfeito
A miséria espiritual e o sujo sujeito
Você é só número, o controle é mental
Homens maqueados celebram este carnaval
Eles conseguem render por prazer
Fazer o mais faminto fumar e beber
As cartas foram dadas, já compraram a jogada
Venha servir o coringa da parada

Sua vida é uma farsa
Ele se esconde atrás do terno, o opressor
Vivem de medo e de terror

Compositor: Kaneda e Rafael

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Asfixia Social no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS