Encrenca

As Patroas


“Você é doido demais, você é doido demais...
Você é doido demais, doido, muito doido, você é doido demais...”

Um loiro maravilhoso de quase um metro e noventa
Tá rondando a minha porta, faz que chega mas não entra
Meu deus quando ele me olha, dentro de mim tudo esquenta
Mas o nome dessa história, eu já sei que é encrenca
Meu marido é bonitão, moreno um metro e setenta
Aquele arroz com feijão, precisando de pimenta
Cuidado com o ricardão, marido não se ausenta
Pois o nome dessa história, eu já seu que é encrenca
Tô de dentro, tô de fora, tô saindo ele me atenta
Tô de dentro, tô de fora, tô querendo essa tormenta
Tô querendo muito mais, essa paixão violenta
Mas quem tá dentro não sai, quem tá de fora não entra

Sou uma mulher direita, dessas que ninguém comenta
Ser feliz é importante, ser fiel a gente tenta
É que quando o bicho pega, a carne é fraca e não aguenta
Marido tome cuidado que eu já tô sem paciência

Tô de dentro, tô de fora, tô saindo ele me atenta
Tô de dentro, tô de fora, tô querendo essa tormenta
Tô querendo muito mais, essa paixão violenta
Mas quem tá dentro não sai, quem tá de fora não entra.

Compositor: Márcia Haidê

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a As Patroas no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS