Na Calada

Art Popular

Authentico


Refrão (2x)
Só porque eu cheguei na calada da noite
A nega pegou no meu ouvido o dia inteiro
Desequilibrada rasgou meu dinheiro,
Queimou minhe roupa a louca quebrou meu pandeiro
Parecia mordida de raiva
Ela ainda me chingava de maloqueiro
Chorando jurava que ainda me matava
Se eu não deixasse de ser pagodeiro
Parecia mordida de raiva
Ela ainda me xingava de maloqueiro
Chorando jurava que ainda me matava
Se eu não deixasse de ser pagodeiro

Me diz o que faço??
Se samba na vida é o que eu sei fazer
Sem o batuque eu não posso viver
Nem longe desse amor
Não dá, pra ficar nessa em cima do muro
Ela quer que eu pense bem mais no futuro
E seja menos sonhador

Refrão (1x)

Me diz o que faço??
Se samba na vida é o que eu sei fazer
Sem o batuque eu não posso viver
Nem longe desse amor
Não dá, pra ficar nessa em cima do muro
Ela quer que eu pense bem mais no futuro
E seja menos sonhador

Compositor: Fabio Henrique/Marquinhos Jaca

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Art Popular no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS