Página inicial > A > Art. 32 > Tem Que Ser Duro na Queda

Tem Que Ser Duro na Queda

Art. 32


Tem ser duro na queda
Mente engatilhada pensamentos nunca para
Tá no gelo adormece se marcar o cerol passa
A doença que não sara tirania que maltrata
O grito de agonia que se cala
Mais um negro entre a cruz e a espada
Barulho de sirene quebra o silêncio de quem fala
Informação sobre o irmão que tá na chão
Distintivo walk tok desorientação
Foi sem querer? vai puxar o dvc pra que?
Chego enquadrou a cena e meteu fogo pra valer
Na terra menos um cidadão comum
Capa de jornal causa zumzumzum
Crime omitido corre corre cadê vestígio
Ninguém viu ninguém sabe
A quem sabe achar que eles foram covardes
É sempre assim do principio ao fim
Manipula oprime humilha deus é o dimdim
Do lado oposto meu povo é só desgosto
Cabeça baixa correria escravidão de novo
Cada qual com seu b. o
Olha só não tem dó clik clac pow pow
A chapa é quente pra nossa gente
Sem alivio alguém tem bala no pente
Uma vida vale nada, não de mancada
Violencia rotineira que tá espalhada
Só muda a vitima o motivo é o mesmo
O tiro ecoa tem quem mata sem um pingo de medo
E tem quem morre aos poucos
Com 50 centavos 51 deixa louco
Foi no desespero uma dose um desejo
No fundo do copo não acha emprego
Nem solução pra situação
Sujeito homem é sofrimento nesse mundo cão
Tem que sonhar, acreditar, pra não decepcionar
Olho de águia nos combate que a vida causar
Sem lamentar viver em meio a guerra e aprender a guerrilhar

Tem que ser duro na queda
Coração de pedra
Postura de guerreiro pra ser herói de guerra
Tem que ser duro na queda
Coração de pedra
Postura de guerreiro pra ser

E assim caminha a humanidade
Egocentrismo é maldição sem fraternidade
Pra minha mãe não chorar então que chore a sua
Sua ambição alimenta o vicio de um nóia na fissura
Não tem cura, domina as ruas
Pedra no cachimbo é flor na sepultura
Vende roupa, tênis vende sua moral
Vende até a aliança que vai junto o dedo da mulher
Entrega fácil quem mais dinheiro lhe der
Sorve sua conduta nunca escuta
Correu errado o bicho pega né truta
Quem mora na quebrada só não fala
Mas sempre viu a molecada fogo no pavio
Capacete sufilmado mete os cano de um jeito sutil
Placa tampada sai voado calculista e frio
E uma cria que o sistema criou
Rebeldia na mente coração que gelou
Sentimento de rancor sem dó e nem dor
Calibre engatilhado na fuga né jhow
Qualquer coisa troca tiro pra ver no que dá
Face a face com a morte é tentar escapar

Tem que ser duro na queda
Coração de pedra
Postura de guerreiro pra ser herói de guerra
Tem que ser duro na queda
Coração de pedra
Postura de guerreiro pra ser

Concentrado no que eu quero vou vivendo
Desviando da pedras na estrada do veneno
É tanta coisa absurda na minha luta
Pra cada 3 que levanta é 30 que afunda
É o crime, cai o vicio e a maldita ambição
Tem quem cai e se ergue outros rastejam no chão
Tipo serpente veneno pra mente, entorpece a gente
Chapa o coco de quem leva uma vida decente
É complicado viver do trabalho o povo anda cansado
Se sente humilhado
Rala a vida toda pra ter que morrer calado
Falta médico nos prontos socorros
Quem pediu o voto e elegeu tá rolando de novo
Essa raça da nojo
Mansão e carro importado com suor do meu rosto
Um caviar individual pra nois sopa de osso
Psiquiatra forense quer provar que sou louco
É uma guerra civil sem contagem de mortos

Tem que ser duro na queda
Coração de pedra
Postura de guerreiro pra ser herói de guerra
Tem que ser duro na queda
Coração de pedra
Postura de guerreiro pra ser

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Art. 32 no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS