Arlindo Cruz
Página inicial > Samba > A > Arlindo Cruz > Voto de Confiança

Voto de Confiança

Arlindo Cruz


Se o fogo queimou na fogueira a esperança
A água correu da enchente mudança
Desfeito o nó da madeira a bonança
A lama que suja o presente é herança

Como tudo é do avesso
Quem erra não paga o preço

Quem espera vinte tempos
Mais um tempo não é nada
É tem sim
Tem brasa queimando em mão errada

Eu sei que a nossa canoa tá bem devagar
Mas não vai afundar
Se a gente mostrar paciência ajudando a remar
Tudo vai melhorar

E não adianta cobrança
Sem voto de confiança
Pois nem toda cara manjada
Tem traça ou cupim

É tem sim
Tem brasa queimando em mão errada

Muita gente é que devia
Estar com a mão toda queimada
É tem sim
Tem brasa queimando em mão errada

Devagar se vai ao longe
Não se corre sem tropeço porque
Como tudo é do avesso
Quem erra não paga o preço

Tanto mal fez nossa gente
Ficar mal acostumado eu falei
É tem sim
Tem brasa queimando em mão errada

Composição: Arlindo Cruz - Acyr Marques - Franco

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Arlindo Cruz no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS