Arlindo Cruz
Página inicial > Samba > A > Arlindo Cruz > Tá Perdoado

Tá Perdoado

Arlindo Cruz


Perfumei o corredor
perfumei o elevador
Pra tirar de vez o mal olhado

A saudade me esquentou
Consertei o ventilador
Pro teu corpo não ficar suado.

Nessa onda de calor
Eu até peguei uma cor
To com o corpo todo bronzeado.

(Refrão)

Seja do jeito que for
Eu te juro meu amor
Se quiser voltar, tá perdoado!

Fui ate a salvador
De joelho ao redentor
Pra ver nosso amor abençoado

Nosso lar se enfeitou
A esperança germinou
Ah, tem muita flor pra todo lado

Pra curar a minha dor
Procurei um bom doutor
Me mandou beijar teu beijo mais molhado

(Refrão 1x)

E se voltar te dou café
Pra ele ninar com um cafuné
Pra deixar teu dia mais gostoso

Pode almoçar o que quiser
E repetir, te dou colher
Faz daquele jeito carinhoso

Deixa pintar o entardecer
E o sol brincar de se esconder
Tarde e chuva eu fico mais fogosa

E vai ficando pro jantar
Tu vai ver só, pode esperar
Que a noite será maravilhosa

Fui ate a salvador
De joelho ao redentor
Pra ver nosso amor abençoado

Nosso lar se enfeitou
A esperança germinou
Ah, tem muita flor pra todo lado

Pra curar a minha dor
Procurei um bom doutor
Me mandou beijar teu beijo mais molhado

(Refrão 1x)

E se voltar te dou café
Pra ele ninar com um cafuné
Pra deixar teu dia mais gostoso

Pode almoçar o que quiser
E repetir, te dou colher
Faz daquele jeito carinhoso

Deixa pintar o entardecer
E o sol brincar de se esconder
Tarde e chuva eu fico mais fogosa

E vai ficando pro jantar
Tu vai ver só, pode esperar
Que a noite será maravilhosa

Pode almoçar o que quiser
E repetir, te dou colher
Faz daquele jeito carinhoso

E vai ficando pro jantar
Tu vai ver só, pode esperar
Que a noite será maravilhosa

Composição: Arlindo Cruz / Franco

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Arlindo Cruz no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS