Arlindo Cruz

Sargento

Arlindo Cruz


O sargento pediu documento
A um elemento sujo de cimento
Ele disse "Doutor eu trabalho faz tempo
Mas minha carteira tá cheia de vento"

Que papel estranho é esse?
Alistamento!
Tá vindo de onde, tá indo pra onde?
Pro juramento do meu aposento
E o pó que carrego no bolso
é talco pro meu cão sarnento
E o mato com presente dentro é erva fina pro meu suprimento.

Esporte, isso é que é sorte
Acaba qualquer sofrimento
Mas não vem com esse papo de arrego
Que vai onerar meu orçamento

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Arlindo Cruz no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS