Arlindo Cruz
Página inicial > Samba > A > Arlindo Cruz > Receita da Sorte

Receita da Sorte

Arlindo Cruz


Olhar de secar pimenteira
Não vai me secar
Bate três vezes na madeira
Pra que, isolar

Um bom galho de arruda
Sempre ajuda a clarear
Pra quem tem fé, guiné
No bolso um patuá

Se a coisa anda torta
Ferradura atrás da porta
Se caiu quebrou o espelho
Pega no pé de coelho

Se não sabe como entrar
Pé direito é o de pisar
Se feliz deseja ser
Ache um trevo pra colher

Fizeram um trabalho bem feito
Jogaram pra cima um sanhaço
Não pega em quem leva no peito
A velha corrente de aço

Axé, eu quero axé
E todo mundo quer
Axé, eu quero axá
Pra melhorar

A força do pensamento
É quem traz bom vento
E faz positivar

Olhar de secar pimenteira
Não vai me secar
Bate três vezes na madeira
Pra que, isolar

Um bom galho de arruda
Sempre ajuda a clarear
Pra quem tem fé, guiné
No bolso um patuá

Bota banca e roupa branca
Quando o ano começar
Pra quem tem fé, guiné
No bolso um patuá

Passa a figa, cruze os dedos
Que o seu dia há de chegar
Pra quem tem fé, guiné
No bolso um patuá

Axé, eu quero axé
Todo mundo quer
Axé, eu quero axá
Pra melhorar

A força do pensamento
É quem traz bom vento
E faz positivar

Composição: Arlindo Cruz - Acyr Marques - Franco

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Arlindo Cruz no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS