Arlindo Cruz
Página inicial > Samba > A > Arlindo Cruz > Mestre Cartola

Mestre Cartola

Arlindo Cruz


Das cordas de aço, angenor nasceu
Com toda inspiração que o samba recebeu
Criado sempre a margem da estrada
Inebriando a madrugada
Com o dom que Deus lhe deu
Assim uma linda alvorada concebeu
E nos braços do samba o sol nasceu
Em tempos idos de amor
Fez a esperança ter cor
Crescendo entre becos e vielas
Criando a maior da passarela
De verde e rosa, nascia a primeira estação

A sorrir eu pretendo levar minha vida inteira
Ouvindo o mestre cantando mangueira
Amando a minha estação primeira

Cartola é arte pra ficar
Toda vez que alguém cantar
Um samba com amor e carinho
Deixando a rosa falar pra toda demanda acabar
O mundo vai sempre girar feito um moinho

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Arlindo Cruz no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS