Arlindo Cruz

Mão Fina

Arlindo Cruz

MTV Ao Vivo


Fala, mão fina
Eta, mão ligeira
Diplomado na esquina
Em malandro de primeira
Se fosse trabalhador
Salvava a nação inteira
Seria operário-padrão
Da indústria brasileira (mão fina)

E no jogo de ronda sempre tirou onda
Puxando um galho
Que ninguém acerta; É o rei do baralho
A mão mais esperta, melhor jogador

Mas se fosse trabalhador
Teria outra carreira
Seria operário-padrão
Da indústria brasileira

Fala, mão fina...

Tremendo mão leve
Que sempre se atreve e mete a forquilha
No trem ou na pista dispensa quadrilha
Diz que ser punguista é encantador

Mas se fosse trabalhador
Em vez de bater carteira
Seria operário-padrão
Da indústria brasileira

Fala, mão fina...

Se ele tivesse um ninho
E muito carinho da família inteira
Seria operário-padrão
Da indústria brasileira

Se ele tivesse acesso
À ordem e o progresso da nossa bandeira
Seria operário-padrão
Da indústria brasileira

Composição: Arlindo Cruz - Jorge Davi

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Arlindo Cruz no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

ESTAÇÕES

ARTISTAS RELACIONADOS