Duas Glórias

Argentina Santos


De tão sagradas memórias
Ambas de iguais sentimentos
Duas mulheres, duas glórias
Dois nomes, dois sofrimentos

Uma andou pela Mouraria
E pelo Campo de Santana
Conduzindo a nostalgia
Nos seus olhos de cigana

A outra, em salões doirados
Da triste sorte irmã gémea
Trazia os dias contados
Nos seus olhos de boémia

Ambas souberam cantar
O fado, que as embalava
Se uma cantava a chorar
A outra, a chorar cantava

Cada qual em sua era
Dois nomes cheios de glória
Um... a Maria Severa
Outro... a Maria Vitória

Compositor: João da Mata e Popular

Letra enviada por Mário Rodrigues

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Argentina Santos no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS