Página inicial > Axé > A > Ara Ketu

Letras

  1. 12. Pipoca

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS

FOTOS

araketu - Fotos
araketu - Fotos

Famoso no Brasil e no exterior por conjugar o suingue da música afro-pop-baiana com a cadência das baladas românticas, o grupo Ara Ketu surgiu em 1989. Sua origem é o homônimo bloco afro-baiano, criado na virada de 1979 para 1980 em Salvador (BA) na comunidade de Periperi. Antes de originar a banda, o bloco chegou a lançar dois discos, Ara Ketu (1987) e Contos de Beni (1988).

Foi a partir de 1989, com o surgimento do grupo, que o Ara Ketu passou a tocar com sua formação mais completa, que, extrapolando o arsenal percussivo, atualmente inclui Tatau (voz), Zeu Góes (baixo), Raimundo Bentes (sax), Alexandre Cortes (teclado), Birro Pacheco (guitarras), Gil Resende (bateria) e Marão (percussão).

Curiosamente, antes de fazer sucesso em todo o Brasil, o grupo conquistou a Inglaterra, onde gravou em 1992 o álbum Ara Ketu, inédito no mercado nacional e distribuído somente na Europa. De volta ao Brasil, a banda lançou em 1993 o disco Ara ketu de Periperi. Mas o estouro viria somente no ano seguinte, 1994, quando o Ara Ketu assinou contrato com a Sony Music (atual Sony BMG) e lançou o álbum Ara Ketu Bom Demais. A faixa-título explodiu em todo o Brasil, projetou o vocalista Tatau e deu vários prêmios ao grupo. O CD ultrapassou as 200 mil cópias vendidas.

Seguiram-se álbuns bem-sucedidos como Ara Ketu Dez (1995), Dividindo Alegria (1996, com a participação de Djavan na faixa "Ara Amor") e Pra Lá de Bom (1997). Até que, em 1998, o grupo viveu um momento de glória com o lançamento do CD Ao Vivo. O samba "Mal-Acostumado", que era originalmente um forró, virou megahit nacional e fez o disco do Ara Ketu ultrapassar o milhão de cópias vendidas, o que garantiu ao grupo seu primeiro Disco de Diamante pela vendagem excepcional.

Em 1999, ainda no embalo da explosão de "Mal-Acostumado" , o grupo lançou outro disco ao vivo, Ara Ketu e o Povo ao Vivo de Novo. Naquela altura, o público brasileiro já tinha aprovado a mistura do grupo, que integrava no repertório ritmos afro-baianos, pagode e canções românticas como o hit "Amantes". Tudo arranjado com um mix incendiário de percussão, guitarras e samplers.

A discografia do grupo continuou a ser construída com regularidade anual, incluindo os álbuns Vida (2000), Ara Ketu (2001), Ensaio do Ara Ketu (2002), Obrigado a Você (2003) e Ara Ketu (2004). Uma trajetória vitoriosa de músicos que nunca esqueceram a comunidade de Periperi, em Salvador (BA), base e origem do grupo mais querido da Bahia.


Fonte: site Sony BMG