Página inicial > Indie > A > Apanhador Só > Pelos Olhos do Mundo

Pelos Olhos do Mundo

Apanhador Só

Meio que Tudo é Um


Pode vir que eu tô à vontade
Pessoa linda do cabelo solto
Redimunhado todo em que me envolvo

Tem um monticoisa que nos separa
Tem um monticoisa que nos protege
Nos abre o peito, nos mostra a cara
Um monticoisa nos fortalece

Andava todo emparedado por dentro
Andava todo encasquetado por fora
Como um refém de um perfil violento
O diferente andava embora

Baixei a guarda, respirei um momento
Olhei em volta, vi que não tinha borda
Se por acaso a bolha calcificasse em dura casca tava foda

Pode vir que eu tô à vontade
Pessoa linda do cabelo solto
Redimunhado todo em que me envolvo

O mundo se vê
Através dos meus olhos
Que não são meus
Eu vejo o mundo
Pelos olhos do mundo
Meio que tudo é tudo
Meio que tudo é um

Quero deitar contigo caindo de sono de manhã

Compositor: Alexandre Kumpinski, Henrique Schaefer

Letra enviada por Robson Avila

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Apanhador Só no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS