Janela

Ao Cubo


Olhos que brilham na janela
Acreditando em um dia bem melhor
Olhando a pintura em aquarela
Desenhada por Deus o nosso senhor
Eu sonho com a liberdade aqui
Acredito que deve aqui chegar
Tenho ideia para o meu futuro sim
Serei feliz vou acreditar
Preciso da ajuda desse Deus que
Quer meu bem sim vou acreditar
Preciso da ajuda desse Deus que
Quer meu bem sim vou acreditar

Sabe aqueles dias que você acorda sem sorte
Meio perdido atrasado pre sentimento de choque
O coração vem na ponta até dói o abdômen
Sensação de desgosto vazio nem sei o nome
Perco norte ninguém engana a morte
Com colete air bag besteira
Só um dia sem sorte
Aperto o sinto em volta
Do trabalho eu não me arrisco
Faço outro caminho devagar pelo chuvisco
Em casa chego vejo a patroa na varanda
Jardim com planta poltrona branca
Cachorro corre com as crianças
Acaba a brincadeira a casa cai
A visão pega tudo ainda olha pra trás
Posso ouvir baixinho
Uma voz sussurrando papai papai
Federais entram agentes me algemam
Pela frente sem farda
Meus passos se arrastam na sala
Sem despedida nem abraço fracasso minha vida
Me atropelam em um segundo
Em pedaços pra viatura
Junto minhas tralhas já e tarde a essa altura
O sol quadrado frio calor da noite escura
Solidão cadê a fábrica de loucura

Preciso da ajuda desse Deus que
Quer meu bem sim vou acreditar
Preciso da ajuda desse Deus que
Quer meu bem sim vou acreditar

A casa aqui tão cheia e a minha vazia
Minha alma ficou como minha família vazia
Só quando a gente perde da valor pro que tinha
É quando a gente erra que vê quem é família
Um sorriso inocente na visita
Correndo em minha direção assim tão bonita
Pow filha quem sou eu pra te dar um conselho
Era sua segurança hoje aqui de joelho
Papai volta pra casa que eu prometo
Que agora eu me comporto
Papai vem logo
tô com saudade me carrega no colo
Não faz assim minha filha tô só o destroços
A vida me castiga e me cega os olhos
Me culpo me desculpo nem durmo não suporto
tô chorão perdão não me contenho de remorso
Todo mundo sofre todo mundo sente
E ninguém sabe a dor
Que tem no coração da gente
Mais a fé não envelhece
A esperança não cochila
Sobre a liberdade jão quero senti-lá
Não tenho outra saída é só joelho no chão
Invés de milagre agora peço perdão
Meu Deus meu Deus quanta tortura

Ei Deus nem sei orar direito
Mais você é minha única esperança
Se você existe
Mesmo se tem alguém ai me ouvindo
Eu tô aqui óh tô precisando de ajuda
Minha esposa meus filhos eles precisam de mim
Se tem alguém ai me escutando
Eu preciso só de mais uma chance
Só mais uma chance

Olhos que brilham na janela
Acreditando em um dia bem melhor

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Ao Cubo no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS