Página inicial > Pop/Rock > A > Antonio Regilane > Caderno de Ilusões

Caderno de Ilusões

Antonio Regilane


Hoje tomei o café mais cedo e fiquei revendo os planos
Noves fora zero, e lá se foi mais um
Sabe quando o coração tenta e a mente se atenta, e vida se mostra mais selvagem?
Meu coração é um porão
Cheio de lembranças do futuro, de como tudo deveria ser

É preciso viver o hoje como fosse amanhã
Com a força de um amanhã
Porque, se você não vê
O tempo não espera acontecer
Não espera por você

Então, atardeci mais cedo e rabisquei o meu horizonte
Um caderno de ilusões dessas industrias de emoções
Sabe quando você se cansa de fantasiar alguém que seria seu amor?
As flores estão no porão
Apesar dos desamores nunca desiste de amar

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Antonio Regilane no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS