Página inicial > A > Angelo Trom > O Poeta Marginal

O Poeta Marginal

Angelo Trom


O poeta, o poeta, o poeta...
Marginal
Um sorriso incolor
Um beijo sem flor
E fumar devagar
Como quem quisesse te dizer
Algo mais

O poeta, o poeta, o poeta...
Marginal
Sem densas figuras
Nem tão velhas rugas
Lendo os jornais
A procura de um tempo
Que não é o seu

O poeta, o poeta, o poeta...
Marginal
Seu rígido semblante
É como um quebrante
Que me faz tão mal
Mas você diz: decifra-me
Ou te devoro

Vinte anos perseguindo
As luzes dos planetas e dos vaga-lumes
Sem saber que deus existe

Percorrendo situações
De dúvidas e vidas vindas de outras vidas
Sem saber que o amor existe

Tantas emoções viventes
De um soldado a frente
Sem saber que a morte não existe.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Angelo Trom no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS