Página inicial > Velha Guarda > A > Ângela Maria > Duas Cruzes (Dos Cruces)

Duas Cruzes (Dos Cruces)

Ângela Maria


Um dia havia de ser
Sem o poder da vontade
Nos conhecermos assim
E nos amarmos de verdade
Que nos quisemos então
Com um amor sem pecados
Mas o destino obrigou-nos
A esta vida separados

(La noche tuvo que ser
con su lunita plateada
testigo de nuestro amor
que entra la brisa lomada

Y nos quisimostú y yo
conun amor sin pecado
pero el destino ha querido
que vivamos separados.)

E hoje são duas cruzes
Que levamos, lado a lado
Por dois amores já mortos
Sepultados no passado

Hoje somente as cruzes
Simbolizam toda a dor
De duas almas sem vida
De duas vidas sem amor

Letra enviada por nelson de campos

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Ângela Maria no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS