Requebrado

Angela Brandão


Rebolei meu requebrado mais prosa
Num vestido cor de rosa
De barra rendada
Nariz apontando pro alto
De cima de um salto
Como quem nao deve nada
Botei num decote do bom
O meu peito em pedaços
E ajustei o vestido
Até nao sobrar espaço
Soltei o cabelo que andava preso por costume
Exagerei no tanto de perfume
Nas cores da pintura
Só pra gritarem "vem cá, gostosura"
De dentro do bar do Tonico
E eu dizer
"Deixa disso negão que eu não sou pro teu bico"
Quase você me convenceu
De que era eu que não te merecia
Mas quem diria
Um dia, Mariana me falou
Que o que nao tem solução
Deixou de ser problema
Então aprendi
Já que sou filha de Xangô
Que em matéria de dor de amor
Quem perdoa já se vingou.


Postado por: Thiago Brandão

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Angela Brandão no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS