Página inicial > Samba > A > Angela Brandão > Maré de Sorte

Maré de Sorte

Angela Brandão


Haja galho de arruda
Muda de pimenteira
Patuá e medalha no pescoço
Dá-lhe banho de sal grosso
Trevo, romã na carteira
Haja moeda no poço
Três batidas na madeira

Porque hoje o dia amanheceu aberto
E eu também
Então valei-me, meu São Jorge
Porque hoje eu sei que tudo vai dar certo
Você ta por perto
E eu to na minha maré de sorte.


Postado por: Thiago Brandão

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Angela Brandão no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS