Mulher Fingida

André e Andrade


Eu nasci na primavera
Quando as árvores dão flores
Eu nasci com a sorte aberta
Mas nada me adiantou

Eu queria que acabasse
Do jeito que começou
Mas a sua falsidade
Logo me contrariou
Você me deixou sozinho
Me trocou por outro amor

Fiquei sozinho no mundo
Mas guardei no pensamento
Eu tinha toda a certeza
Do seu arrependimento

Sabia que você voltava
Com seu grande fingimento
Eu não quero você, mas
Vou cumprir meu juramento
Quem bate fica sorrindo
Quem apanha tem sentimento

Um belo dia chegou
Sua carta mensageira
Na carta dizia assim
Falando desta maneira

Meu bem, volte para mim
Quero ser sua companheira
Sua carta respondi
Também foi a derradeira
Eu quero viver sozinho
O resto da vida inteira

Compositor: Albertino Soares, André, Andrade

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a André e Andrade no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS