Laçada

André e Andrade


Vou-me embora desta terra
Só pra ver se eu faço falta
Querer bem é muito bom
Quando os corações empata

Ai, ai, ai moreninha
Esta sua laçada não tem quem desata
Parece uma medalha de ouro, de prata
Que vai no leilão, mas ninguém não remata
Ai, vivo sofrendo no mundo
Seus carinhos que me mata

A tristeza é uma doença
Eu acho que não tem cura
O meu coração é firme
Não vou sofrer amargura

Ai, ai, ai moreninha
Esta sua laçada é uma volta segura
Querer bem é bem bom quando a sorte procura
Você faz carinho a qualquer criatura
Ai, você ama um e outro
Querer bem é na aventura

A tristeza e a saudade
Coisas que meu peito tem
A tristeza acabou
A saudade sempre vem

Ai, ai, ai moreninha
Esta sua laçada ninguém compreende
Parece uma fumaça que abaixa e suspende
Você faz carinho e depois arrepende
Ai, você ama um e outro
Pensando que não me ofende

Se algum dia eu vou em festa
Não é por gostar de dança
Lá eu vejo quem eu quero
Sem haver desconfiança

Ai, ai, ai moreninha
Esta sua laçada não tem quem desmancha
A sua saudade no meu peito arrancha
O meu coração já está cheio de mancha
Eu quero lhe amar, não posso
Mas não perco a esperança

Compositor: João de Freitas e Dr. Vivaldo

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a André e Andrade no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS