Flor do Ipê

André e Andrade


Eu nasci no mês de agosto
O mês da flor do ipê
Os campos ficam floridos
Que dá gosto a gente vê

Mas para mim é tristeza
Não posso me compreendê
Eu nasci no mês de agosto
Mas foi só para sofrer, ai, ai, ai

Da minha infância querida
Eu não consigo esquecer
Na porta da minha escola
Um lindo pé de ipê

Na hora do meu recreio
Ali eu me descansava
Parece que as flor dizia
A minha infância terminava, ai, ai, ai

Logo veio a mocidade
Pequenos dias risonhos
Passou na velocidade
Do terminar de um sonho

Transformando meu sorriso
Num simples amargo pranto
Que chora ao ver no presente
Esses meus cabelos branco, ai, ai, ai

Agora velho e cansado
Me resta pouca lembrança
Olho no campo da vida
Pequenas rosas balança

No mês de agosto eu vejo
Os lindos pés de ipê
As flores nascem de novo
Só eu não volto a nascer, ai, ai, ai

Compositor: Djalma, André e Andrade

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a André e Andrade no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS