• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Eu tenho a boca que arde como o sol
    O rosto e a cabeça quente
    Com Madalena vou-me embora
    Agora ninguém vai pegar a gente
    Dei minha viola um pedaço de pão
    Um esconderijo e uma aguardente
    Mas um dia eu arranjo outra viola
    E na viagem vou cantar pra Madalena

    Não chore não querida esse deserto finda
    Tudo aconteceu e eu nem me lembro
    Me abraça minha vida me leva em teu cavalo
    E logo no paraíso chegaremos

    Vejo cidades fantasmas e ruínas
    À noite escuto o seu lamento
    São pesadelos e aves de rapina
    No sol vermelho do meu pensamento
    Será que eu dei um tiro no cara da cantina
    Será que eu mesmo acertei seu peito
    Vem vamos voando minha Madalena
    O que passou, passou não tem mais jeito
    Naquela sombra vou armar a minha rede
    E olhar os solitários viajantes
    Beber cantar e matar a minha sede
    Lá longe onde tudo é verdejante

    Não chore não querida esse deserto finda
    Tudo aconteceu e eu nem me lembro
    Me abraça minha vida me leva em teu cavalo
    E logo no paraíso estaremos

    O padre vai rezar uma prece tão antiga
    Domingo na capela da fazenda
    Brinco de ouro e botas coloridas
    Nós dois aprisionados nessa lenda
    Ouço um trovão e penso que é um tiro
    A noite escura me condena
    Não sei se vivo morro ou deliro
    Depressa pega a arma Madalena
    Tem uma luz por trás daquela serra
    Mira mas não erra minha pequena
    A noite é longa e é tanta terra
    Poderemos estar mortos noutra cena

    Não chore não querida esse deserto finda
    Tudo aconteceu e eu nem me lembro
    Me abraça minha vida me leva em teu cavalo
    E logo no paraíso dançaremos

    Não chore não querida esse deserto finda
    Tudo aconteceu e eu nem me lembro
    Me abraça minha vida me leva em teu cavalo
    E logo no paraíso dançaremos

    La-la-ra-la-ra-la La-la-ra-la-ra-la-ra-la-ra-la-ra-la-ra-la
    La-la-ra-la-ra-la
    Poderemos estar mortos noutra cena

    Letra enviada por lincoln greik dos santos
    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Amado Batista

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.