Repartindo Um Boi

Alvarenga e Ranchinho


Vô reparti um boi
Para os amigos meu
E de José Venceslau
E de José Mateus
E a tripa mais fina
É de comadre Serafina
E a tripa mais grossa
É de compadre Zé da Roça

E repartindo o rim
É do Neco Martins
E repartindo a banha
É do Chico Piranha
E o corredô
É do seu dotô

Pra se arreparti
Do seu promotô
E a chã de dentro
É de compadre Zé de Dentro
E a chã de fora
É de compadre Zé da Hora

Lado do cangote
É de Chico Timóteo
E o lado de trás
É do Chico Tomáz
E a rabada?
É da rapaziada
Pra se arreparti
Com a Chica Pelada

Pedaço da mão
É do Antonho Romão
Pedaço do pé
É do Pedro Tomé
E o chifre de quem é?


Vô reparti um boi
Para os amigos meu
E de José Venceslau
E de José Mateus
E a tripa mais fina
É de comadre Serafina
E a tripa mais grossa
É de compadre Zé da Roça

E repartindo o rim
É do Neco Martins
E repartindo a banha
É do Chico Piranha
E o corredô
É do seu dotô

Pra se arreparti
Do seu promotô
E a chã de dentro
É de compadre Zé de Dentro
E a chã de fora
É de compadre Zé da Hora

Lado do cangote
É de Chico Timóteo
E o lado de trás
É do Chico Tomáz
E a rabada?
É da rapaziada
Pra se arreparti
Com a Chica Pelada

Pedaço da mão
É do Antonho Romão
Pedaço do pé
É do Pedro Tomé
E o chifre de quem é?
(“Uai, é do home que quisé!”)

(Pedro Paulo Mariano - Santa Maria da Serra-SP)

Compositor: Capitão Furtado, Alvarenga e Ranchinho

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Alvarenga e Ranchinho no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS