Baião do Ingá

Alvarenga e Ranchinho


Vancê qué jiló
Jiló taí
Vancê qué cuscuz
cuscuz taí
Vancê qué ingá
Ingá taí

Tomêmo café e fumo
Na festa da Manuela
Eu fui cá minha fia
Minha cumadi cá dela

Vancê qué jiló
Jiló taí
Vancê qué cuscuz
cuscuz taí
Vancê qué ingá
Ingá taí

Quando nóis ia chegando
Já era dinoitizinha
Ela tava destraída
Nem fé deu que a gente vinha

Vancê qué jiló
Jiló taí
Vancê qué cuscuz
cuscuz taí
Vancê qué ingá
Ingá taí

A noiva muito acanhada
Quiria cumê pamonha
O noivo disse préla
Pode cumê sem vergonha

Vancê qué jiló
Jiló taí
Vancê qué cuscuz
cuscuz taí
Vancê qué ingá
Ingá taí

Quiseram dançá cá noiva
Na hora da porquinha
O noivo virô e disse
Discurpe essa porca é minha

Vancê qué jiló
Jiló taí
Vancê qué cuscuz
cuscuz taí
Vancê qué ingá
Ingá taí

Jiló taí

cuscuz taí

Ingá taí

Jiló taí

cuscuz taí

Ingá taí

Letra enviada por Menfel

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Alvarenga e Ranchinho no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS