Álbuns

# 16 faixas

# 12 faixas

  1. 02. Juiciest (Mixtape Version)
  2. 03. If I Was Your Woman (Original Version)
  3. 04. Ghettoman (feat. Poet muMs da Schemer)
  4. 05. Fallin' (ALI Soundtrack Version)
  5. 07. Butterflyz (The Drumline Mix)
  6. 09. Girlfriend (Krucial Keys Sista Girl Mix)
  7. 10. I Got A Little Something (Live In Seattle)
  8. 11. Piano Mashup (Live in Seattle)
  9. 12. Light My Fire (Live in Seattle)
Song In A Minor (10th Anniversary Edition)

Song In A Minor (10th Anniversary Edition)

2011

RCA / Jive Label Group / J Records

# 16 faixas

# 6 faixas

  1. 02. Juiciest (Mixtape Version)
  2. 03. If I Was Your Woman (Original Version)
  3. 04. Fallin' (ALI Soundtrack Version)
  4. 06. Butterflyz (The Drumline Mix)

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS

FOTOS

alicia-keys - Fotos
alicia-keys - Fotos

+17

- Fotos

Nasceu em 25 de janeiro de 1981

United States

Toda a vida de Alicia Keys foi um aprendizado, direcionado para a música. Nascida em Manhattan, aos 5 anos ela já dava mostras de sua aptidão musical, cantando e tocando piano. Estudou música clássica (Beethoven, Mozart e Chopin, seu favorito) e enveredou pelo jazz e Marian McPartland, Oscar Peterson e Fats Waller.

Aos 14 anos ela compôs sua primeira música, "Butterflies", que entrou em seu primeiro disco, "Songs in A minor". Stevie Wonder, Marvin Gaye, Nina Simone, Donny Hathaway, todos inspiraram a menina, assim como Biggie, 2Pac, Jay-Z e Wu-Tang Clan. Ela pegou todos esses gêneros e os transformou em um.

Ainda na adolescência, entrou na Professional Performance Arts High School de Nova York, onde a atenção dos professores e os estudos no coro fizeram dela uma potência. A estrada para o sucesso não foi fácil: filha de mãe branca, Terri Augello, e pai negro, Craig Cook, ela cresceu em Hell's Kitchen (Cozinha do Inferno), em Nova York. "Era um ponto legal, mas a Rua 42 da época não era nada boa. Prostitutas, rufiões, traficantes", lembra ela. Para enfrentar tudo isso, Alicia voltou-se para o piano.

Nesse ínterim, Alicia terminou a escola e foi aceita na Universidade de Columbia. Logo antes de começar a faculdade, Alicia assinou seu primeiro contrato, com a Columbia Records, e tomou a difícil decisão de deixar os estudos para optar pela carreira musical. Mas ela acabou deixando a Columbia (a gravadora, não a faculdade) por diferenças criativas.

Alicia achou que estavam invadindo sua liberdade artística e pediu o boné. "Queria experimentar mais, encontrar minha própria voz", diz ela. Aos 19 anos, seu desejo se tornou realidade, quando Clive Davis, que comandava a Arista Records, veio tirá-la da Columbia e dar-lhe a liberdade desejada. Alicia se encontrou e, quando Davis fundou a J Records, foi com ele. Finalmente poderia ser ela mesma.

Antes de lançar seu primeiro disco, ela já tinha aparecido em trilhas sonoras de filmes como "Shaft" e "MIB – Homens de Preto". Depois de muita badalação "Songs in A minor", foi lançado em 2001. No dia em que chegou às lojas, 50 mil cópias foram compradas. O charme, a afinação e a competência ao compor fizeram dela um fenômeno de público.

No fim das contas, "Songs in A minor" somou 7 milhões de cópias vendidas e abiscoitou 5 prêmios Grammy. Alicia confessa que tem uma "alma antiga", mas é exatamente na sua juventude que sua genialidade fica completa. Aos 22 anos, ela lançou seu segundo disco, The diary of Alicia Keys, que deu um banho de vendas e de Grammies na concorrência. Foi apenas o começo.


Fonte: Site Sony BMG