Cómo Decir Sin Andar Diciendo (tradução)

Alejandro Sanz

La Música No Se Toca


Como dizer sem andar dizendo


Fechei, essa porta eu fechei

mas deixei aberta a amizade

Eu errei

Pendurei o espelho de perdoar

E ninguém se olhou

Fechei, essa porta eu fechei

Eu não quero sair

Lá fora o frio secou meu jardim

Lá fora o tambor bate sem compaixão

E está morrendo seu o seu calor


E a alma por sua vez

se sente ao revés

sempre buscando erros

para mostrar seu fracasso e nosso passado


Quem tira o tempo de nós dois

quem disse que está escrito

que não há destino, é você e sou eu

Já não está nas mãos de Deus

Nem nos sinais de amor

Não existe sorte, é você e sou eu

Você e eu


Não existe sorte, amor

Deixa que digam amor


Fechei, essa porta eu fechei

Mas eu não escapei da briga quando apareceu

Fechei, mas não sei se é melhor

estar fora ou dentro, eu não sei

Mas não me dá medo o amor

Não me dá medo o rumor

É uma gota no mar

Em um dilúvio é uma poça

Mas não me dá medo o amor

Não me dá medo o rumor

É uma falácia os titãs

é uma corda num barco


Quem tira o tempo de nós dois

quem disse que está escrito

que não há destino, é você e sou eu

Já não está nas mãos de Deus

Nem nos sinais de amor

Não existe sorte, é você e sou eu


Quem tira o tempo de nós dois

quem disse que está escrito

que não há destino, é você e sou eu

Já não está nas mãos de Deus

Nem nos sinais de amor

Não existe sorte, é você e sou eu


A sorte não existe, somos você e eu

Que diga que dizem mas sem andar dizendo

Deixa que digam amor

Que você é a minha sorte e eu sou, e eu sou

Que diga que dizem mas sem andar dizendo

Cómo Decir Sin Andar Diciendo


Cerré, esa puerta cerré

Pero dejé abierta la amistad

Me equivoque

Colgué el espejo del perdón

Y nadie se miro

Cerré, esa puerta cerré

Yo no quiero salir

Fuera el frío ha secado mi jardín

Fuera el tambor truena sin compasión

Se está muriendo sin tu calor


El el alma en el en vez

Si sientes, al revés...

Siempre buscando equivocados

Pa' mostrarles su fracaso y nuestra ayer...


Quién nos quita el tiempo a los dos

Quién dice que lo escribió

Que no hay destino; eres tú y soy yo

Ya no está en las manos de Dios

Ni en las señales de amor

No existe suerte, eres tú

Tú y yo


No existe suerte, amor

Quién dice que diga amor


Cerré, esa puerta cerré

Pero no me escapo a le legión, al parecer

Cerré, pero no sé si es mejor

Estar fuera o dentro, no sé yo

Pero no me da miedo el amor

No me da miedo el rumor

Es una gota en el mar

En un diluvio es un charco

Pero no me da miedo el amor

No me da miedo el rumor

Es un discurso el titan

Es una cuerda en un barco


Quién nos quita el tiempo a los dos

Quién dice que lo escribió

Que no hay destino; eres tú y soy yo

Ya no está en las manos de Dios

Ni en las señales de amor

No existe suerte, somos tú y yo


Quién nos quita el tiempo a los dos

Quién dice que lo escribió

Que no hay destino; eres tú y soy yo

Ya no está en las manos de Dios

Ni en las señales de amor

No existe suerte, somos tú y yo...


La suerte no existe, somos tú y yo

Quién dice que diga pero sin andar diciendo

Quién dice que diga amor

Que tú eres mi suerte y yo soy, yo soy...

Quién dice que diga pero sin andar diciendo

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS